Mais de 1.300 candidatos de concurso da PM são convocados

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado

O Governo do Estado de Mato Grosso convocou por meio do Diário Oficial do Estado, que circula nesta quinta-feira (3), 1.340 candidatos aprovados no concurso público da Polícia Militar (PM) para o início do Curso de Formação de Soldados. Do total, 600 são candidatos aprovados e 740 são do cadastro de reserva.

A matrícula para o Curso de Formação será no período de 09 a 25 de setembro, na Escola de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (ESFAP), localizada na rodovia Helder Cândia, km 2, bairro Lírio do Vale, em Cuiabá (estrada de acesso ao distrito de Nossa Senhora da Guia). A convocação dos 1.340 candidatos faz parte do programa Transforma Mato Grosso e trata da recomposição do efetivo da Segurança Pública.

Pelo programa, a Segurança Pública já incluiu 147 novos soldados do Corpo de Bombeiros e mais 300 alunos soldados que estão em Curso de Formação. Outros 450 investigadores e 150 escrivães da Polícia Judiciária Civil terminaram o Curso de Formação e já foram distribuídos nas delegacias de polícia do Estado.

No dia 21 de setembro, mais 491 candidatos do cadastro de reserva para os cargos de investigador e escrivão devem iniciar o Curso de Formação na Acadepol. A inclusão mais recente ocorreu na última sexta-feira (28), com a formatura de 612 novos soldados da PM.

Com a convocação de 1.340 candidatos aprovados e classificados do concurso da Polícia Militar nesta quinta-feira, a Segurança Pública aumentará o efetivo das forças em 3.490 novos policiais civis, militares e bombeiros, um grande avanço da nova gestão para a melhoria da Segurança no Estado.

O secretário de Segurança Pública, Mauro Zaque, destacou a situação caótica que a atual gestão herdou em relação ao quadro de efetivo das polícias, bombeiros e Politec. “Quando assumimos, a Polícia Militar contava apenas com 40% do seu quadro considerado ideal. A Polícia Judiciária Civil, com 42%; o Corpo de Bombeiros, com 24%; e a Politec, com 50%”, lembra Zaque, reforçando que a situação caótica do efetivo é o maior gargalo do sistema de Segurança Pública em Mato Grosso.

“Por isso, mesmo com todas as contingências orçamentárias do Estado, e cientes do quadro crônico do estouro do limite da Lei de Responsabilidade Fiscal, colocamos em prática um ousado plano de recomposição e incremento de efetivo e, até agora, já somamos 3.490 novos policiais civis, militares e bombeiros”, enfatizou Zaque.

Ainda para este ano está prevista a abertura do edital de concurso público para preenchimento de 130 vagas de delegado de Polícia Civil.