Lula critica qualidade de imóveis do Minha Casa, Minha Vida e anuncia instituto federal

Picture of R7

R7

Foto: Ricardo Stuckert/ PR

Lula critica qualidade de imóveis do Minha Casa, Minha Vida e anuncia instituto federal

Apartamentos do programa habitacional têm, no mínimo, 41,50m²; agenda foi realizada em Magé nesta terça-feira (6)

Compartilhe:

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou nesta terça-feira (6) a qualidade dos imóveis do Minha Casa, Minha Vida entregues na cidade de Magé, no Rio de Janeiro. Segundo o governo, o tamanho das casas é de 40m² e os apartamentos, 41,50m², podendo sofrer alteração a depender do projeto. 

“Minha casa tinha 33m² e eu fui morar nessa casa com mulher, três filhos, uma sogra e dois cachorros. E vivi vários anos nessa casa e já era presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo. Eu sei o que é viver numa casa pequena e é por isso que tenho dito aos companheiros do ministério [das Cidades, responsável pelo programa] e da Caixa que é preciso melhorar a qualidade da casa. É preciso que a gente trate com respeito as pessoas pobres”, afirmou Lula.

Em outro momento, o presidente citou os números do programa. “É por isso que voltei [ao Palácio do Planalto] e no primeiro mês refiz a medida provisória para recriar o Minha Casa, Minha Vida, que foi o mais bem-sucedido programa habitacional na história do Brasil. Foram mais de 4 milhões de casas contratadas e foram entregues muitos milhões de casas nesse país”, acrescentou o petista.

As declarações foram dadas durante agenda em Magé, no Rio de Janeiro. No local, Lula entregou 832 unidades habitacionais dos conjuntos Lírio do Vale e Lotus, construídos com recursos federais do programa Minha Casa, Minha Vida. O investimento total foi de R$ 52,4 milhões.

Segundo o governo federal, são 496 moradias no residencial Lotus e 336 no Lírio do Vale, distribuídas em blocos de quatro andares e quatro apartamentos por pavimento, que vão beneficiar 3.328 pessoas. A Prefeitura de Magé vai conceder isenção de IPTU e ITBI para todos os moradores dos empreendimentos.

Os apartamentos possuem 44,87 metros quadrados e apresentam infraestrutura interna e externa de água, esgoto, iluminação pública, energia elétrica, pavimentação e drenagem. A construção e a entrega dos imóveis estavam atrasadas desde 2017. Apenas em maio de 2023 o processo começou a ser desenrolado.

Simultaneamente, o governo entregou 200 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida no município de Paracatu, em Minas Gerais, 152 em Euclides da Cunha, na Bahia, e 144 em Santo Antônio da Posse, em São Paulo. Juntos, os empreendimentos beneficiarão 1.984 pessoas. As obras custaram R$ 43 milhões ao todo.

Fora da programação, Lula anunciou a criação de um instituto federal em Magé. “Quero avisar que até 2026 vai ter aqui em Magé um instituto federal para formar esses meninos de Magé. E estou dizendo isso para você porque quero vir aqui inaugurar o instituto. Quero vir aqui. Quero voltar a Magé para inaugurar esse instituto. Vamos fazer um aqui, em Belford Roxo, em São Gonçalo, em Teresópolis, um no Complexo do Alemão e um na Cidade de Deus, para a gente levar possibilidade dos filhos das pessoas mais humildes a aprender uma profissão”, disse.

Em outro momento da agenda, Lula afirmou que vai revisar o cadastro de uma beneficiária do Bolsa Família, programa de transferência de renda, por receber apenas R$ 300 quando poderia ganhar pelo menos R$ 600. “Essa dona Ana que ganhou a casa, essa mulher tem uma mãe com mal de Alzheimer, essa mulher tinha um filho com problema também e tem um neto com problema. E é ela que cuida e ganha R$ 300 por mês. Se o Estado não ajudar, quem vai ajudar essa mulher? E eu tô puto aqui porque ela não deveria estar ganhando R$ 300 do Bolsa Família. Eu vou saber por que ela está ganhando R$ 300. Ela deveria estar ganhando no mínimo R$ 600. Eu vou ver se aconteceu alguma coisa.”

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp