Leilão do aeroporto de Rondonópolis atrai investidores internacionais

No aeroporto de Rondonópolis a expectativa é que sejam investidos mais de R$ 69 milhões

Aeroporto de Rondonópolis será leiloado nesta sexta
Foto: Arquivo/assessoria

Em 43 dias acontece o leilão dos quatro aeroportos de Mato Grosso que serão concedidos a iniciativa privada.

O aeroporto de Rondonópolis, assim como, o de Várzea Grande, Sinop e Alta Floresta, já despertam interesse de operadores que atuam na Europa e Estados Unidos.

O certame está marcado para o dia 15 de março, na B3, – Brasil, Bolsa, Balcão – oriunda da fusão entre BM&F, BOVESPA e Cetip.

Aproximadamente R$ 770 milhões devem ser investidos e o prazo de concessão é de 30 anos.

No aeroporto de Rondonópolis a expectativa é que sejam investidos mais de R$ 69 milhões.

O Bloco Centro-Oeste, é composto pelo Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, e os regionais de Sinop, Rondonópolis e Alta Floresta.

De acordo com a superintendente aeroportuária da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), Maksaila Moura Campos, a empresa ou investidor que arrematar os aeroportos mato-grossense ficará responsável pela administração, ampliação, melhorias e demais investimentos nos terminais. “Apenas o controle aéreo estará a cargo da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero)”, explica ela.

Devido ao potencial crescimento, os aeroportos de Mato Grosso vem atraindo atenção dos investidores.

Na lista de operadoras interessadas estão grandes empresas como a alemã Fraport, a francesa Vinci Airports, as investidoras norte-americana Aecom (representando Zurich- Suíça) e Pátria, bem como as brasileiras Socicam e SINART.

“Já recebemos procura de seis grandes investidores na área de aeroportos. Realizamos visitas aos aeroportos com representantes de empresas e venho recebendo pedido de informações”, revelou Maksaila Campos.

Em Rondonópolis, a média de pessoas que circulam por ano no terminal fica em torno de 70 a 80 mil. O município tem hoje dois voos diários.

Em fevereiro o aeroporto passará a contar com uma linha nova, operada com aeronave do tipo jato.

Blocos

O Bloco do Centro-Oeste é o único no leilão composto exclusivamente com aeroportos de um só estado, nesse caso Mato Grosso.

Além disso, serão leiloados 12 terminais das regiões Nordeste, Sudeste e Centro-Oeste.

O valor mínimo de outorga total será de R$ 219 milhões, à vista. Para os aeroportos do Bloco Centro-Oeste a outorga inicial prevista é de R$ 2,8 milhões.

“Com a mudança da concessão por blocos o leilão ficou mais interessante aos investidores.

Também houve uma redução da outorga inicial. Quem vencer paga a outorga e mais o ágio, além da outorga anual”, esclareceu a superintendente aeroportuária da Sinfra.