Fim de semana tem campeonato de jiu jtsu na cidade

Será realizado no próximo sábado no Ginásio Marechal Rondon em Rondonópolis a partir das 13h30, o último campeonato de jiu jtsu que integra os oito polos do Projeto Arte Suave, o Caminho da Sabedoria, patrocinado pela Petrobras e Governo Federal. O Projeto atende adolescentes de vários bairros carentes da cidade, como Vila Operária, Jardim Europa, Jardim Ipanema, Jardim Eldorado, Parque São Jorge, Padre Lothar, Nossa Senhora do Amparo e Jardim Liberdade. A expectativa é de que todas participem, apesar de não ser obrigatória a presença.

O objetivo do campeonato Arte Suave não tem carácter competitivo e classificações. “É mais um festival, do que um campeonato. A idéia é integrar esses alunos, que no dia a dia vem mostrando habilidade com a arte marcial e ótimo comportamento fora dos tatames”, diz Paulo César Venâncio, coordenador geral do projeto. É a chance dos pais acompanharem o desempenho dos filhos e dos alunos terem contato com o ambiente do ginásio, já que no decorrer do projeto, eles também se preparam para encarar campeonatos competitivos e a lidar com a ansiedade e driblar os medos. De acordo com Eliane Amorim, coordenadora pedagógica do projeto, “o Arte Suave será uma grande confraternização. Todos vão ter a chance de se conhecer neste sábado. As famílias vão poder trocar idéia sobre o que mudou na vida dos pequenos, tirar fotos com os professores e equipes dos polos. Aliás, vamos fazer um quadro especial de uma foto contendo todos os envolvidos no projeto e assim, encerrar o 2015 com chave de ouro”, diz.

A expectativa é grande por parte dos professores, já que os alunos durante o projeto desenvolveram dez jogos lúdicos que tem tudo a ver com os movimentos do jiu jitsu. Aliás, os jogos estão disponíveis em apostila (PDF), como em vídeos na página do Arte Suave no facebook e também no site http://www.projetoartesuave.com. Ainda segundo a coordenadora pedagógica Eliane Amorim, “os jogos coletivos que vem da prática do Jiu Jitsu, tem uma importante função social, porque proporciona a inclusão de todos, favorece a construção coletiva, o respeito à diversidade, a educação integral e a autonomia, com o intuito de promover e alcançar a educação para a cidadania”, afirma.

Para a equipe multidisciplinar, nesses momentos, as crianças e os adolescentes acabam assimilando por meio da brincadeira uma reflexão imediata de que o conhecimento além de ser uma forma de realização humana, é também uma ferramenta na qualidade de vida. Assim, é possível instigar nos alunos, o senso crítico em relação às imagens e às mensagens que influenciam na formação de hábitos e valores, no dia a dia, principalmente pelos veículos de massa. Quem marcar presença no Ginásio Marechal Rondon terá o privilégio de assistir várias apresentações, coordenadas por Thaysa Barbosa Araújo. “Nós preparamos os grupos dos oito polos. Teremos danças típicas como Siriri, e uma peça Teatral “Abaixo à poluição” escrita pela autora Edith Pereira Barbosa que atende à Educação Ambiental.

A coreografia do Siriri foi criada por Rodinei Barbosa, de Cuiabá, que inclusive já foi apresentada pelos no RondonPlaza Shopping, antes do Espetáculo “Asas Pantaneiras” (Cine Vip.com), na abertura do 5º Campeonato Arte Suave, nas Escolas Professor Domingos Aparecido de Souza, Santo Antônio, José Antônio da Silva, EMEI Matheus Vinícius (Festival da Primavera), Emanuel Pinheiro, Maria Elza Ferreira Inácio, Dom Wunibaldo Talleur e no evento Mc Dia Feliz “Parque das Águas”. Já as peças teatrais foram apresentadas também em várias escolas, como: Lucas Pacheco, EMEI Dom Helder Câmara, Dom Wunibaldo Talleur, Daniel Paulista, Carlos Pereira Barbosa, Maria de Lima Cadidé e Bernardo Venâncio Carvalho. A expectativa dos pais e alunos agora é quanto a renovação do projeto para 2016. De acordo com o professor Venâncio, “o Projeto Arte Suave, continuará atendendo os alunos até Março de 2016, com a realização de pequenos campeonatos internos em cada Polo, exame de faixa e seleção de alunos para o Campeonato Brasileiro previsto para Maio de 2016”, diz. Embora o Projeto Arte Suave, seja Educativo e não tem como foco principal as competições, a Federação de Jiu Jitsu Esportivo de Mato Grosso abre oportunidade para aquelas crianças e adolescentes que querem competir e demonstram habilidade e conhecimento técnico para fazerem parte da Seleção Matogrossense de Jiu Jitsu Esportivo de Mato Grosso representando o Estado.