Existe direita de verdade em Rondonópolis?

Por Arthur Bosco, https://www.instagram.com/arthurbosco/ Representante do Partido Novo em Rondonópolis/MT.

Por Arthur Bosco, https://www.instagram.com/arthurbosco/ Representante do Partido Novo em Rondonópolis/MT.

Existe direita de verdade em Rondonópolis?

Em Rondonópolis, as movimentações para a campanha de 2024 já estão a todo vapor. Para celebrar isso, neste domingo (2), foi realizado o primeiro encontro patriota de Rondonópolis. Como representante do Partido Novo, fui conferir a evolução dos “Patriotas” após a queda de seu querido Deus, Bolsonaro. Infelizmente, para minha tristeza pessoal, parece que não aprenderam nada com os erros cometidos e sequer estão dispostos a aprender com os mesmos.

Me chama a atenção as falas dos vereadores Kalynka e Paulo Schuh, ambos com discursos ensurdecedores, gritando e berrando no microfone com palavras de ordem, mas sua atuação na Câmara Municipal se demonstra diametralmente oposta, calados e com fala mansa. Quisera eu que tivessem tanta energia na Câmara Municipal, defendendo os interesses dos Rondonopolitanos, como tiveram no evento dos “Patriotas”. Porém, sabemos que é fácil enganar aqueles que querem ser enganados, mas quando colocados ao lado de seus rivais políticos, o medo de serem cassados é maior e o tom de fala aos poucos se cala.

Também estava presente o Deputado Estadual Claudio Ferreira, que seria a grande revelação Rondonopolitana, sobre quem recai, segundo boatos, uma pretensão de concorrer à prefeitura de Rondonópolis. Mas com qual propósito? Abandonar o Legislativo Estadual para ter as rédeas de Rondonópolis seria uma boa estratégia? Seria uma conquista pessoal? Seja lá qual for a intenção, fica clara a união com nomes questionáveis. Só Cláudio saberia fazer uma escolha sensata, se aliar aos radicais em nome de uma falsa direita valendo-se de tudo pelo voto, ou fazer um trabalho sério em um partido que realmente seja de direita e que não pratique populismo.

Lembrando que o populismo e a corrupção foram praticados tanto no governo Lula quanto no governo Bolsonaro. Perceber isso, hoje, requer muito mais que inteligência, mas antes de tudo, tirar as vendas dos olhos. Cláudio é um excelente nome para fazer diferente, para demonstrar como uma direita de verdade deve se portar, mas pela reunião que ocorreu, infelizmente, o peso da velha política é um fardo pesado, ao qual o candidato não se atreve a largar. Lamentamos.

Também estavam presentes Antônio Galvan e José Medeiros, o primeiro aventureiro político, o segundo conhecido por criticar a esquerda pela utilização de dinheiro público em campanha, mas surpreendentemente, José Medeiros também utilizou dinheiro público. Não seria isso a melhor definição de hipocrisia? Segundo o site:

https://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/candidato/2022/2040602022/MT/110001612757

José Medeiros utilizou um milhão de reais de verba pública. É interessante ver um candidato que se diz de direita praticando fielmente a cartilha do PT de como se portar em uma campanha eleitoral. E há quem diga que ele é de direita, como seria possível? Resposta, não é.

Assim como Abilio Brunini, grande opositor da esquerda, mas que também gosta de dinheiro público em suas campanhas eleitorais, gastando quinhentos mil reais de dinheiro público. https://divulgacandcontas.tse.jus.br/divulga/#/candidato/2022/2040602022/MT/110001612761.

Presenciando tais acontecimentos, é triste pessoalmente, para mim, perceber que a “direita” não evoluiu, não mudou e até mesmo defende práticas de esquerda como a utilização de subsídios para empresários amigos do governo e o uso de dinheiro público para financiar suas campanhas e até mesmo em eleição, onde se juntam com partidos como PT e PL para anistiar dívidas dos partidos do Brasil em desfavor dos pagadores de impostos, ou seja, você paga a conta:

https://www.camara.leg.br/noticias/962291-ccj-aprova-admissibilidade-de-proposta-que-anistia-partidos-com-irregularidades.

Estamos em 2023, mas a campanha eleitoral aparentemente já começou, ao arrepio do que determina o código eleitoral. Mas isso não é um problema para aqueles que não têm medo de expor a verdade, rebatendo e criticando a corrupção da esquerda e da direita, bem como suas hipocrisias. Nada melhor do que deixá-los falar e divulgar seus pensamentos para que a população em geral faça o necessário juízo de valor sobre seus representantes.

Devemos lembrar que Hitler também era um mito, até ser considerado um ditador.

Mas para aqueles que querem ser representados por um partido de direita de verdade, que não usa dinheiro público para financiar campanhas políticas e que não apenas luta contra a esquerda, mas também vota contra ela no Congresso Nacional, diferentemente dos partidos da “falsa direita”, vigentes em nossa cidade, que estão votando justamente com o governo PT, Eis que, para aqueles que se arrependeram do voto, não os julgamos, pelo contrário, queremos unir forças,  vocês sempre terão a opção do Partido Novo, o único de direita de verdade, não só em fala, mas também na prática.

O único partido de direita, inclusive, que votou contra a anistia da dívida dos partidos, custo esse que recairá sobre toda a população brasileira:

https://www.camara.leg.br/presenca-comissoes/votacao-portal?reuniao=68011.

Direita de verdade, só no Partido Novo.

+ Acessados

Veja Também