Exame descarta óbito por suspeita de H1N1 em Rondonópolis

Exame descarta óbito por suspeita de H1N1 em Rondonópolis
Divulgação

A Secretaria Municipal de Saúde informa que deu negativo o exame do último paciente que veio à óbito com suspeita de ter sido infectado pelo vírus H1N1. O resultado recebido nesta quarta-feira (26) conclui o diagnóstico dos cinco óbitos registrados em Rondonópolis com a suspeita da doença.

Apenas dois casos foram comprovados que os pacientes estavam infectados pelo vírus, sendo que um deles era morador da cidade de Pedra Preta. Os outros três casos tiveram resultado negativo sobre a presença da doença.

Apesar do caso negativo, a gestão municipal está buscando apoio de parlamentares para tentar fazer com que o governo federal encaminhe mais doses da vacina para Rondonópolis. Ainda nesta quarta-feira, o deputado federal Dr. Leonardo esteve no Ministério da Saúde levando a situação do município para buscar novas doses.

Para a secretária de Saúde do município Izalba Albuquerque o resultado do exame traz, de certa forma, um alívio, por saber de apenas um caso na cidade. “Ainda com essa notícia positiva, estamos atentos caso apareça algum outro caso suspeito e continuamos trabalhando para tentar trazer mais doses da vacina”, comentou.

Mesmo com um caso positivo, Rondonópolis cumpriu a meta de vacinação dos grupos prioritários estabelecida pelo Ministério de Saúde definida para esse ano. Entre 10 de abril e 31 de maio, período de realização da campanha, o município, que deveria imunizar 57.517 rondonopolitanos do chamado “grupo de risco”, vacinou 58.727, o que corresponde a 102.10% da meta.