Escolas estaduais iniciam entrega de material impresso para alunos sem acesso à internet

O material impresso ficou à disposição dos pais sem acesso à internet - Foto por: Divulgação

Escolas da rede estadual começam a entregar material impresso para os alunos que não dispõem de acesso à internet, conforme orientação da Secretaria de Estado de Educação (Seduc). Para os demais, por meio da plataforma digital Aprendizagem Conectada, os alunos podem acessar pelo computador e dispositivos móveis (celular e tablet), atividades pedagógicas para auxiliar os estudantes na aprendizagem durante a suspensão das aulas.

Na Escola Estadual Rui Barbosa, localizada no município de Alta Floresta (a 803 quilômetros ao norte da Capital), 60 pais de alunos das séries iniciais do ensino fundamental já procuraram a escola e saíram com o material. Segundo o diretor Vantuir Pereira da Silva, a escola preparou o material para os alunos sem acesso à internet em casa.

“Pais ou alunos que fazem parte do grupo do WhatsApp da escola, solicitam o material e agendamos um horário para entregar. Fizemos um cronograma de entrega justamente para evitar aglomeração. Foi tranquilo. Se mais pais procurarem a escola, iremos atendê-los”, destaca.

Na EE Plena Jayme Veríssimo de Campos Júnior, também em Alta Floresta, a equipe gestora se programou para atender os pais e alunos que procuram o material impresso.

A escola possui também grupos dos pais no WhatsApp para deixar recados e também números para entrar em contato quando existem dúvidas. No caso de precisarem de material impresso, os pais informam e a escola providencia. Em seguida, marcam um horário para retirar esse material na unidade escolar.

O atendimento para o material via Aprendizagem Conectada também é pelo aplicativo. “Se o pai tem dúvidas em relação ao conteúdo, passamos o número do professor para o pai entrar em contato direto. Se houver necessidade, marcamos um horário para o estudante ter atendimento presencial. Só se for urgente mesmo. Caso contrário, é tudo on-line”, assinala a coordenadora pedagógica Jakeline Cochev.

A secretária adjunta de Gestão Educacional, Rosa Maria Luzardo, ressalta que os pais podem baixar os conteúdos no celular ou computador e responder no caderno. “Pela plataforma, o aluno encontra tudo e responde tudo. Impressão mesmo só para quem não tem acesso a internet”, assegura.

Kit de Alimentação Escolar

A EE Manuel Bandeira, também em Alta Floresta já providenciou os kits de alimentação escolar a serem entregues às famílias de estudantes inscritos no Programa Bolsa Família.

“Serão atendidos 40 alunos e vamos seguir o cronograma enviado pela Seduc. Fizemos a aquisição dos produtos, preparamos os kits e também um cronograma de entrega. Separamos 10 minutos para cada pai ou responsável, a partir das 7h da próxima segunda-feira (20.04) ”, explica a diretora Vilma Monteiro.

A gestora frisa que, para esse trabalho, contou com a colaboração da secretária escolar Evelin Taisa Barros, dos apoios Sônia Dias de Paula, a presidente do Conselho Deliberativo da Comunidade Escolar (CDCE), professora Marilei Dal Puppo e da represente dos pais Fernanda Lopes da Silva.