Em uma semana, 340 vítimas de violência doméstica foram atendidas e 47 agressores presos em flagrante em MT

Picture of Polícia Civil-MT

Polícia Civil-MT

Foto: Polícia Civil-MT

Em uma semana, 340 vítimas de violência doméstica foram atendidas e 47 agressores presos em flagrante em MT

A Coordenadoria da Mulher da Polícia Civil é responsável pela organização das atividades da operação nas 15 regionais do estado, com a integração das unidades policiais

Compartilhe:

Nos oito primeiros dias de ações da Operação Nacional Átria, em Mato Grosso, a Polícia Civil prendeu 47 autores de crimes de violência doméstica e realizou ações educativas que alcançaram um público de quase 1,4 mil pessoas, além de atendimentos a 340 vítimas mulheres. 

As atividades, realizadas em todas as 15 regionais da Polícia Civil, têm foco nas ações de amparo e instrução às vítimas de violência e ainda na investigação e responsabilização criminal dos autores. 

Os atendimentos incluíram ainda visitas às mulheres assistidas pelo programa Ser Família Mulher, programa idealizado pela primeira-dama de Mato Grosso, Virgínia Mendes, que concede um auxílio-moradia às vítimas de violência doméstica que tenham medida protetiva e estejam em vulnerabilidade socioeconômica. 

As ações da Operação Átria são organizadas pela Coordenadoria de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e Vulneráveis da Polícia Civil. O trabalho da instituição conta com o engajamento das Delegacias Especializadas de Defesa da Mulher que levaram a experiência profissional às mais diversas cidades e empresas de Mato Grosso com palestras e esclarecimentos sobre a Lei Maria da Penha e como funciona a rede de proteação e enfrentamento à violência. 

Números parciais da Operação em MT
340 vítimas atendidas 
279 boletins de ocorrência registrados
218 inquéritos concluídos 
193 inquéritos instaurados 
187 medidas protetivas de urgência
47 prisões em flagrante
13 mandados cumpridos (prisões e buscas) 
05 armas de fogo apreendidas 

Planejada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, a Operação Átria foi deflagrada em todo país no dia 1o de março, nas 27 unidades da federação. 

Coordenadoria de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e Vulneráveis

Instituída pela Lei Complementar 787, de janeiro deste ano, a coordenadoria tem como nova função dentro da Polícia Civil promover o alinhamento de políticas públicas e ações preventivas no âmbito da violência doméstica e familiar. 

Subordinada à Diretoria-Geral Adjunta, a coordenadoria concentra as informações e orientações das demandas relacionadas às temáticas e públicos prioritários. Um dos focos principais da nova coordenadoria é interiorizar a qualificação no atendimento as vítimas de violência de gênero contra mulheres, crianças, adolescentes, pessoas idosas, pessoas com deficiências, população LGBTQIA e discriminações raciais.

“Além de desenvolver a conscientização, prevenção, nivelamento de trabalho, de atendimento e manifestação da Polícia Civil, sobre o tema em todos os municípios de Mato Grosso, visando o fortalecimento institucional”, explica a coordenadora, delegada Jannira Laranjeira.

A unidade trabalhará também com a criação de indicadores e mapeamentos junto às delegacias especializadas, núcleos e salas de atendimento especializado instaladas no estado, para entendimento das respectivas realidades e necessidades, e proposição de ações preventivas.

Outras atribuições institucionais da coordenadoria são acompanhar as redes de atendimento, proteção e controle social; articulações com o Poderes Legislativo e Judiciário e interlocução entre as forças de Segurança Pública, a partir das demandas relacionadas ao público prioritário.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp