Deputado solicita 40 novos leitos para o Hospital Regional de Cáceres

Dr. Gimenez justifica que dos 22 municípios da região oeste, 21 estão afetados pela pandemia, totalizando 9% dos casos e 19% dos óbitos por Covid-19 em Mato Grosso

Simone Guedes/ Assessoria

O deputado estadual Dr. Gimenez (PV) solicita ao governo do estado mais dez novos leitos de UTI para o Hospital Regional de Cáceres, totalizando 40 leitos, sendo 20 clínicos e 20 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A região oeste de Mato Grosso somou 1.594 casos de coronavírus (Covid-19) e 127 óbitos até esta quarta-feira (01), o que representa 9% do total de casos de Mato Grosso e 19% das mortes.

“O cronograma anunciado em maio de construção de 30 novos leitos (20 clínicos e dez de UTI) no Hospital Regional de Cáceres está em andamento com as obras avançadas, mas buscamos sensibilizar o governador Mauro Mendes para que possa aumentar o número de leitos, pois já temos 100% de ocupação e os nossos pacientes estão buscando atendimento em outros estados”.

Dr. Gimenez apresentou a indicação de construção de um total de 40 leitos na sessão parlamentar extraordinária de quinta-feira (02). Ele justificou que mais 10 novos leitos de UTI seriam de extrema importância para atender os 22 municípios da região, dos quais 21 já estão afetados pelo Covid-19. Cáceres, Pontes e Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade lideram ranking com 108 mortes, segundo boletim da Secretaria de Estado de Saúde (SES).




“Como sou médico, venho acompanhando a evolução da pandemia na região mostrando a necessidade de descentralização da saúde, que é uma bandeira do meu mandato. Já havia solicitado ao Governo a abertura de leitos de UTI em Pontes e Lacerda e São José dos Quatro Marcos no mês de abril, e venho mostrando a necessidade de um maior aporte de investimentos na região oeste”.

Kit Covid-19 –O parlamentar também indicou a necessidade urgente de aquisição em larga escala de medicamentos conhecidos como “kit orientativo Covid-19” para distribuição nos municípios com maior incidência da doença. Porém, alerta para a necessidade de um sistema de distribuição conforme prescrição médica.

Curva de contágio –Pontes e Lacerda (436), Cáceres (296), Sapezal (181), Porto Esperidião (146), Campos de Júlio (109), Vila Bela da Santíssima Trindade (113), Mirassol D’Oeste (81), São José dos Quatro Marcos (32), Comodoro (47), Araputanga (28), Lambari D’Oeste (31), Nova Lacerda (12), Conquista D’Oeste (11), Curvelândia (21), Rio Branco (23), Vale de São Domingos (08), Jauru (04), Figueirópolis D’Oeste (09), Indiavaí (03), Salto do Céu (02), Reserva do Cabaçal (01).