Deputado Nininho cobra sanção de lei que agiliza repasse de recursos para hospitais filantrópicos

Picture of Da Assessoria

Da Assessoria

Deputado Nininho cobra sanção de lei que agiliza repasse de recursos para hospitais filantrópicos

Compartilhe:

O deputado estadual Ondanir Bortolini – Nininho (PSD) está cobrando do Governo do Estado para que a lei aprovada na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) que prevê o repasse direto dos recursos para hospitais filantrópicos seja sancionada. A medida visa acabar com a burocracia e garantir a celeridade do repasse desses recursos a essas entidades, que muitas vezes acabam atrasando e prejudicando o atendimento à população.

Nininho afirma que já conversou com o secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho, e a expectativa é que a lei seja sancionada ainda nesta semana. “Atualmente, o pagamento é feito às prefeituras, o que acaba gerando atrasos e prejudicando o atendimento aos pacientes. Com a sanção da lei, esperamos que os recursos cheguem diretamente nas entidades, garantindo a eficiência do serviço prestado, garantindo um melhor atendimento à população”, explica o deputado.

O parlamentar destaca que a medida é especialmente importante em Rondonópolis e Cuiabá, onde há problemas na priorização das administrações municipais. “Por exemplo, a Associação de Proteção à Maternidade e à Infância de Cuiabá, que faz a gestão do Hospital Geral, chegou a propor uma ação contra a prefeitura da Capital e pede o pagamento e sequestro de R$ 4 milhões devidos pelo município”, informa Nininho.

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Para aprimorar a fiscalização dos recursos repassados às unidades filantrópicas, Nininho diz que já há conversas com a Secretaria Estadual de Saúde (SES). “Uma possibilidade é que imediatamente após a apresentação dos serviços prestados, sejam repassados 80% dos recursos, liberando o restante apenas depois das conferências, de forma a garantir que os recursos sejam utilizados de forma correta”, sugere o deputado.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp