“Cuidado com a saúde é o primordial dever que nos impõe como pastores”, afirma Dom Milton

Entre as medidas apontadas pelo arcebispo e que devem ser seguidas pelas paróquias, está a que determina que igrejas, templos e congêneres realizem eventos com máximo de 50 pessoas, respeitando limite de 30% da capacidade do local

Arcebispo Metropolitano de Cuiabá, Dom Milton dos Santos - Foto por: Reprodução

O arcebispo metropolitano de Cuiabá, Dom Milton dos Santos, destacou a importância de cumprimento do decreto do Governo de Mato Grosso de nº 836/2021, que estabelece novas medidas restritivas para conter o avanço da pandemia da Covid-19 no Estado.

Entre as medidas apontadas pelo arcebispo, está a que determina que igrejas, templos e congêneres realizem eventos com máximo de 50 pessoas, respeitando limite de 30% da capacidade do local. Além disso, deverão seguir o horário de funcionamento das 5h às 19h, de segunda a sexta-feira; e aos sábados e domingos, de 5h às 12h.

“Será bem possível que em 2021 a prudência pastoral e evangelizadora exigirá, talvez, decisões imediatas e rápidas tanto na Arquidiocese como tal, como nas Paróquias/Comunidades, em vista da maior segurança possível quanto à Catequese, à administração dos Sacramentos em situações presenciais, pois, o cuidado da saúde é o primeiro e primordial dever que se nos impõe por vocação como Pastores com as Ovelhas. Cada Paróquia/Comunidade terá a prudência de tomar decisões segundo a logística e capacidade físicas de que dispõe!!”, afirmou Dom Milton.




A afirmação do arcebispo foi encaminhada a todos os responsáveis pelas paróquias, nesta terça-feira (02.03). O decreto tem vigência de 15 dias a partir desta quarta-feira (03.03).

Confira a íntegra do comunicado de Dom Milton:

PREZADO SACERDOTE/DIÁCONO…/POVO DE DEUS:

“DEUS É AMOR E MISERICÓRDIA!”

         ‘Todos por um…, um por todos!!’

         Relembro aqui o que comunicamos para a Arquidiocese de Cuiabá em Ofício/2020:              

         “Será bem possível que em 2021 a prudência pastoral e evangelizadora exigirá, talvez, decisões imediatas e rápidas tanto na Arquidiocese como tal… como nas Paróquias/Comunidades em vista da maior segurança possível quanto à Catequese, à administração dos Sacramentos em situações presenciais…, pois, o cuidado da saúde é o primeiro e primordial dever que se nos impõe por vocação como “Pastores com as Ovelhas…”

         Cada Paróquia/Comunidade terá a prudência de tomar decisões segundo a logística e capacidade físicas de que dispõe!!”      

         O DECRETO N° 836 – de 01/março/2021 do Governo do Estado de Mato Grosso… – ‘Palácio Paiaguás, em Cuiabá – MT – “Atualiza as medidas restritivas para conter a disseminação da Covid-19 e dá outras providências:

         DECRETA – /…/ § 3º.- “Durante a vigência deste decreto os eventos sociais, corporativos, empresariais, técnicos e científicos, IGREJAS, TEMPLOS E CONGÊNERES (grifo próprio!!), cinemas, museus, teatros e a prática de esportes coletivos são permitidos com no máximo 50 (cinquenta) pessoas por evento, respeitado o limite de 30% (trinta) por cento da capacidade máxima do local, observados os limites de horário definidos nos incisos caput. – Isto é: I – de segunda a sexta-feira, autorizado o funcionamento somente no período compreendido entre às 05h00 e 19h00; II – aos sábados e domingos, autorizado o funcionamento somente no período compreendido entre às 05h00 e 12h00;

         /…/ Art 7º. – As medidas instituídas no presente Decreto terão vigência pelo prazo de 15 (quinze) dias, prorrogáveis em caso de necessidade.               

                   Deus-Amor-Trindade nos abençoe: “Pai, Filho e Espírito Santo! Amém!”