Crianças de oito unidades públicas se encantam em espetáculo infantil de dança

Picture of Assessoria

Assessoria

Foto: PRISCILA MENDES / Assembleia Social

Crianças de oito unidades públicas se encantam em espetáculo infantil de dança

Apresentação da escola Allegro Ballet animou o domingo da criançada no Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros

Compartilhe:

Crianças de todas as idades certamente conhecem a história infantil de Mirabel e a Família Madrigal, refletindo sobre união, cuidado, diálogo, liberdade e o dom de ser quem se é. E foi inspirado nessa história que o Allegro Ballet apresentou no domingo (21), em duas sessões, o espetáculo de dança “Encanto”.

Os pequeninos da plateia ficaram encantados com os movimentos e as caracterizações dos personagens! Além do público pagante, a plateia foi composta por crianças de oito creches, escolas municipais e projetos sociais do Comitê Pró Infância, que assistiram ao espetáculo gratuitamente, a partir de uma parceria entre a escola de dança, o Instituto Cultural Clélia Cambahuba e a Assembleia Social (unidade gestora do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros).

“Desde que unificamos a atuação do Teatro Zulmira Canavarros com a Assembleia Social, à época Sala da Mulher, sempre incentivamos iniciativas que promovem cidadania, por meio do acesso gratuito às produções culturais mato-grossenses”, contextualiza a superintendente da Assembleia Social, Daniella Paula Oliveira.

Um dos grupos era formado por 14 crianças, com idades entre 3 e 9 anos, atendidas por projetos sociais do Comitê Pró Infância. O público mirim saiu da segunda sessão em êxtase! Repetindo, quase em coro, que “foi muito legal”, destacou movimentos que chamou de “mortal” e “estrelinha”. A pequena Esther, de cinco anos, não segurou o entusiasmo e dançou muito durante a apresentação, ali mesmo no corredor do teatro.

Para Daniele Cristine de Almeida, diretora do Comitê Pró Infância, Oscip de Cuiabá, levar crianças em situação de vulnerabilidade social ao teatro permite que elas se projetem no palco e se vejam como futuras artistas. “Ter acesso a um espetáculo como esse, com outras crianças se apresentando é estimulá-los que eles também podem fazer. Foi realmente um encanto, eles estavam dançando, imitando os personagens… Isso é de uma importância absoluta, porque quem tem acesso à cultura, o desenvolvimento é outro, a visão é outra”, explicou.

“Nós, do Instituto Cultural Clélia Cambahuba, acreditamos no poder transformador da arte e, por isso, na importância da criança ter acesso à cultura. O projeto ‘Ida ao Teatro’, com parceria da Assembleia Social, tem oportunizado que muitas crianças e jovens conheçam histórias no teatro, que irão engrandecer suas almas!”, ressalta a vice-presidente do instituto, Anna Paula Cambahuba. “Nosso lema tem sido, há 15 anos, ‘a arte como ferramenta de transformação do ser humano’ e isso se dá em todos os contextos sociais!”, completou Anna Paula.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp