Criança de três anos sobrevive após ter o cérebro perfurado por agulha de tricô

Foto: Reprodução/Pediatric Otorhinolaryngology Case Reports

Uma criança de três anos sobreviveu após ter o cérebro perfurado por uma agulha de tricô em Utah, nos Estados Unidos. Ela foi levada para o hospital com danos na hipófise e no hipotálamo.

O caso foi divulgado pelo Pediatric Otorhinolaryngology Case Reports. O artigo relata que a menina estava pulando em cima de uma cama com o objeto em uma das mãos enquanto brincava que era uma fada. Em um determinado momento, ela se desequilibrou e caiu.

A criança foi levada às pressas para o hospital da Universidade de Utah. Os exames revelaram que a agulha entrou pela boca e perfurou o cérebro da menina. Os médicos ainda disseram que ela só não morreu pois, apesar do sangramento, os vasos sanguíneos permanceram intactos.

O médico Matthew Miller, que tratou a paciente, disse que o caso é inédito, já que de 70% a 90% das vítimas desse tipo de lesão não chegam com vida ao hospital.

“Apesar dos graves danos causados ​​pela agulha de tricô, a lesão não danificou estruturas vitais”, disse o especialista. “A paciente foi capaz de se recuperar completamente”, completou.

Mesmo tento sobrevivido, a criança vai precisar passar por acompanhamento médico pelo resto da vida para garantir que não vai sofrer sequelas futuras.

(Foto: Reprodução/Pediatric Otorhinolaryngology Case Reports)