Contorno de Juscimeira consolida BR-163 como maior corredor de exportação nacional

Presidente da Frenlogi, senador comemora obra e diz que contornos rodoviários promovem mais qualidade de vida para a população das cidades

Foto: Divulgação

A consolidação da BR-163 como um dos mais bem estruturados corredores de transportes do Brasil continua. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) concluiu a construção de contorno rodoviário no município de Juscimeira, região Sul de Mato Grosso. Com 7 quilômetros de extensão, a obra retira o fluxo de veículos pesados de dentro do perímetro urbano da cidade, medida comemorada pela população.

“Essa era uma obra esperada há muito tempo. As carretas e caminhões circulando por dentro da cidade dividiam o município ao meio, o que dificultava muito a vida da população. Agora, Juscimeira viverá uma nova realidade” – disse o senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Frente Parlamentar de Logística e Infraestrutura (Frenlogi).

O ministro Tarcísio, da Infraestrutura, afirma que, o todo, foram investidos R$ 23 milhões na construção do contorno, que tem pista dupla, e na execução de duas pontes – de 60 metros cada – localizadas sobre o rio Areias, ao longo do traçado do empreendimento.



Além de beneficiar a população de Juscimeira, o contorno implanta nova realidade ao fluxo de veículos de cargas, reduzindo tempo de viagem. De acordo com o DNIT, em média, trafegam pela rodovia aproximadamente 15 mil carretas e caminhões, principalmente nesta época do ano, quando se escoa a safra com destino ao Terminal Ferroviário de Cargas de Rondonópolis e também para os portos do Sudeste. São quase 10 milhões de toneladas ano de soja e milho.

O DNIT informou que o contorno de Juscimeira faz parte do lote 1 da obra de duplicação da BR-163/364/MT. Neste trecho já foram concluídos 46 quilômetros de restauração e de pista dupla. Dividida em três lotes, os serviços ocorrem em 174 quilômetros da rodovia federal.

No lote 2, o DNIT já concluiu a execução do contorno do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), na região da Serra de São Vicente, além da restauração e a duplicação de 60 quilômetros para o tráfego da BR-163/364/MT na região Sul do Estado. A conclusão da duplicação total da BR-163/364/MT será em 2021, com a realização do contorno de Jaciara.

A implantação de contornos rodoviários, segundo o senador Wellington Fagundes, faz parte da política de segurança e desenvolvimento integrado dos municípios localizados ao longo da BR-163. Além das obras concluídas em Jaciara, o DNIT trabalha na construção do Contorno de São Pedro da Cipa, com quatro quilômetros de extensão, que devem estar concluídos até dezembro. Também estão em obras a construção de pontes de concreto sobre o rio São Lourenço, localizadas no trecho dos contornos rodoviários da BR-163/364/MT.

Distrito Industrial de Cuiabá – Neste semestre, o DNIT retomou as obras e a duplicação da BR-163/364/MT, na região do Distrito Industrial de Cuiabá. Serão investidos mais de R$ 50 milhões no empreendimento que, assim que finalizado, vai melhorar o trânsito na entrada da capital. O trecho será duplicado, terá iluminação pública nova e contará com quatro viadutos, que irão desafogar o fluxo de veículos.

O tráfego dos bairros residenciais localizados no entorno do Distrito Industrial será separado do fluxo da rodovia federal, resultando em mais segurança no trânsito e redução no tempo de viagem dos usuários.

O trecho do Distrito faz parte do chamado lote 3 da BR-163/364/MT, de 42 quilômetros de extensão, e que se inicia no segmento em concreto da Serra de São Vicente até o viaduto existente no entroncamento com a Rodovia dos Imigrantes (BR-070/MT). A previsão é de que as obras sejam concluídas neste trecho no fim de 2020.