Centro-Oeste ganha pacote de ações estratégicas para estimular Turismo

Centro-Oeste ganha pacote de ações estratégicas para estimular Turismo
Ministro do Turismo discursa em cerimônia de apresentação do programa, em Brasília. Foto: Roberto Castro/MTur

Dezoito municípios do Centro-Oeste do país serão contemplados pelo programa Investe Turismo, desenvolvido conjuntamente pelo Ministério do Turismo, Sebrae e Embratur. A iniciativa vai levar um pacote de ações de investimentos, incentivos a novos negócios, acesso ao crédito, marketing, inovação e melhoria de serviços voltados para 10 regiões turísticas da macrorregião, localizadas nos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, além do Distrito Federal. A meta é unir setor público e iniciativa privada para preparar e promover a competitividade de quatro rotas turísticas estratégicas em toda a macrorregião.

Locais como Brasília (DF); Chapada dos Veadeiros, em Goiás; o Pantanal Norte, em Mato Grosso; Pantanal Sul e a região de Bonito, em Mato Grosso do Sul, serão beneficiados pelos investimentos, que serão de R$ 200 milhões para todo o país. A ideia é que os projetos a serem implementados aumentem a qualidade da oferta turística das rotas selecionadas na região Centro-Oeste.

Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a intenção do programa é desenvolver as vocações do turismo nas rotas contempladas, fazendo da indústria de Viagens um impulso econômico para toda a região. “Queremos aprimorar a experiência turística dos visitantes que buscam esses destinos para conhecer a diversidade natural do Pantanal, da Chapada dos Veadeiros e de Bonito, por exemplo, ou de conhecer os patrimônios históricos mundiais da capital brasileira e da Cidade de Goiás. É hora de converter nosso potencial turístico em negócios, empregos e renda”, destaca.

Segundo o diretor-presidente do Sebrae Nacional, Carlos Melles, a região Centro-Oeste combina dois grandes diferenciais turísticos: “ao mesmo tempo que é o símbolo do modernismo arquitetônico, tem um bioma com rica e diversa vida selvagem. O Programa Investe Turismo atuará no fortalecimento desse produto que territorialmente é estratégico e já tem uma governança que atua de forma integrada”, ressalta.