CDL retira apoio à paralisação dos caminhoneiros a partir desta quarta-feira

A CDL de Rondonópolis a partir de hoje (31) retira o apoio à paralisação dos caminhoneiros por entender que a pauta inicial da categoria foi contemplada

CDL retira apoio à paralisação dos caminhoneiros a partir de hoje

A CDL de Rondonópolis a partir de hoje (30) retira o apoio à paralisação dos caminhoneiros por entender que a pauta inicial da categoria foi contemplada.

A instituição entende que desde ontem (29) o movimento foi modificado, com integrantes que não eram da categoria, e que os caminhoneiros manifestaram vontade de voltar ao trabalho, para manter o sustento de suas famílias.

Também se manifesta contra os atos de violência praticados contra os caminhoneiros em todo o Brasil, em especial na região Sul de Mato Grosso.

A CDL entende que o desabastecimento pode ocasionar a partir de hoje um movimento de desemprego, já ocorre com autônomos, setor de serviços e poderá afetar setores do varejo que sofrem com a falta de produtos para a venda.

Diante do exposto, a instituição afirma que a luta pela redução de preços dos combustíveis é válida e deve prosseguir, assim como a redução da tributação no País, que já é uma pauta através do Dia da Liberdade de Impostos (DLI) em todo o Brasil.

O apoio foi dado à paralisação dos caminhoneiros que receberam água e alimentos, além de tendas no local da manifestação em Rondonópolis.

A cidade de Rondonópolis é um ponto estratégico para os manifestantes em decorrência da localização geográfica, da união das BRs 163 e 364 que formam um corredor até Cuiabá e também pela localização no Terminal Intermodal da Rumo ALL.