Cássio aceita retorno de Pato, mas avisa: “Tem de responder pelos atos”




O técnico Tite já deu aval para o retorno de Alexandre Pato ao Corinthians, e o clube cogita a presença do atleta na pré-temporada alvinegra, nos Estados Unidos, em janeiro. No elenco, as declarações do atleta no período em que esteve emprestado ao São Paulo dividem opiniões. O goleiro Cássio acredita que Pato seria bem recebido, mas não escondeu a insatisfação com a postura do ex-companheiro fora de campo.

– Não tem nenhum problema no vestiário. Claro que o jeito que ele saiu foi estranho, algumas declarações que ele deu que não foram legais, sendo jogador do Corinthians. Não sei se ele quis agradar a torcida do São Paulo, alguma coisa assim. Ele é jogador, tem de responder pelos atos dele. Nunca tivemos problema, de nenhuma maneira. Pelo perfil da nossa equipe, se ele tiver de se reapresentar, será bem recebido – afirmou.

Alvo de críticas do superintendente Andrés Sanchez e também de torcedores do Corinthians, pela postura considerada pouco aguerrida, Alexandre Pato se despediu do São Paulo nesta segunda-feira, por meio de uma postagem em rede social. No texto, o atacante elegeu 2015 como “seu melhor ano como profissional” pelos números acumulados: 61 jogos e 26 gols.

Pato foi especulado como reforço de diversos clubes europeus, mas a diretoria do Corinthians assegura que nenhuma proposta oficial chegou às mãos do departamento de futebol alvinegro. Há quase dois meses, o atacante se encontrou com Andrés e Kia Joorabchian, um dos seus representantes, para falar sobre o futuro.

Mais comedido do que Cássio, o meio-campista Jadson, pivô na troca por Pato entre São Paulo e Corinthians, elogiou o atacante e projetou o trabalho ao lado do “reforço” na próxima temporada.
– É um grande jogador, teve uma grande temporada no São Paulo. Ele fez muitos gols lá. Vai ser um reforço de alta qualidade. Todos sabem do potencial dele. O grupo é muito bom, será bem-vindo e vamos ajudar para que ele continue fazendo gols como em 2015 – opinou.

O contrato de Pato com o Corinthians vai até o fim de 2016. O clube buscou valorizar o jogador, já que o plano era receber ofertas da Europa por ele, mas nenhuma negociação envolvendo o atacante avançou. O planejamento do Timão envolve a chegada de pelo menos dois jogadores experientes para o setor ofensivo antes da disputa da Libertadores.