Blogueira critica mercado negro de compra de seguidores: “Eles têm que ser orgânicos”

Blogueira critica mercado negro de compra de seguidores
Divulgação/CO Assessoria

O mundo virtual dos blogueiros foi posto à prova depois que descobriram como é possível – e muito fácil – comprar seguidores na internet para se mostrar mais popular.

Antenada sobre o assunto, a blogueira Leydi Paranhos,  mãe da influencer mirim com mais de um milhão de seguidores no Instagram, critica quem opta participar dessa fraude.

“As interações devem ser orgânicas, isso é fato. Assim as marcas podem avaliar a quantidade de curtidas e comentários no seu post para patrocinar alguém de verdade”, conta.

Leydi também comenta que a quantidade de seguidores que ela e a filha têm foi conquistada com a produção de bastante conteúdo interessante para os seus públicos. “Não adianta ter milhares de seguidores e pouquíssimas curtidas em seu post”, fala.

“Já analiso quem trabalha de verdade e quem é fraudulento fazendo essa comparação entre quantidade de seguidores e engajamento dos posts e já peguei bastante gente que frauda”.

Questionada sobre contatos para compra, ela diz que já recebeu diversas ofertas. “É tudo muito complexo e tem gente que paga e recebe pra isso. Mas o meu papel  é não aceitar”.