Banco de Leite é inaugurado em Moçambique com apoio do Brasil

Projeto contribui com a redução de mortalidade materna, neonatal e infantil

No Brasil, há a maior e mais complexa rede de bancos de leite humano do mundo

A população de Moçambique vai poder contar, a partir de agosto, com o primeiro Banco de Leite Humano (BLH) do país. Fruto de missão partilhada entre o Instituto Fernandes Figueira (IFF/Fiocruz) e a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), o banco já está equipado e com obras concluídas.

Há 13 anos, o Brasil coopera com outros países para a transferência da tecnologia nacional de BLH, reconhecida pela Organização Mundial da Saúde como referência para aprimoramento da atenção à gestante e redução da mortalidade neonatal.

O Projeto de Implantação do Banco de Leite Humano e do Centro de Lactação em Moçambique atua para contribuir com a redução de mortalidade materna, neonatal e infantil, utilizando tecnologia brasileira de baixo custo.

O modelo brasileiro já é utilizado em 23 países. No Brasil, há a maior e mais complexa rede de bancos de leite humano do mundo, com 219 unidades e 196 postos de coleta.