AL vai à Baía de Chacororé e constata tragédia ambiental

Diligência liderada pelo deputado Allan Kardec já levantou as principais hipóteses para a forte seca que atingiu berçário do Pantanal

Angelo Varela/ALMT

Uma diligência da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, liderada pelo deputado estadual Allan Kardec (PDT), visitou a Baía de Chacororé para averiguar a situação calamitosa deste berçário do Pantanal, principal local de desova e reprodução de peixes da região, que sofre com uma seca jamais vista.

A região que deveria ter 11 mil hectares alagados, perdeu quase a totalidade da sua capacidade, e a área que abrigava peixes se transformou em pasto para o gado e cemitério de espécies aquáticas.

A comitiva contou com a participação dos deputados Max Russi (PSB), Faissal Calil (PV), João Batista (Pros), e o apoio do CIOPAer para sobrevoo na região afetada. A ação também foi acompanhada pelo Juizado Volante Ambiental, PM Ambiental, Ministério Público, Tribunal de Justiça de Mato Grosso, OAB, Prefeituras e Câmaras Municipais de Santo Antônio de Leverger e Barão de Melgaço.






Segundo o deputado Allan Kardec, que coordena o grupo de estudos e trabalhos do parlamento estadual, vários corixos estão interrompidos e isso está causando o desabastecimento da área desde o ano passado. Os corixos, conforme explicou o deputado, são os canais ligam águas das baías, lagoas e lagos, com os rios próximos, nesse caso com o Rio Cuiabá.

“Nós temos esse levantamento dos corixos tampados e essa obstrução é uma das causas dessa seca. O importante é desobstruir, desassorear e limpar esses espaços para que a água do rio possa alimentar aqui. A água do Rio Cuiabá alimenta a Baía de Chacororé e temos a situação da falta de chuvas e uma hipótese sobre a barragem de Manso, enfim, podem ser vários fatores que colaboram para esta tragédia”, explicou Kardec.

O levantamento será compartilhado com a Secretaria de Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema/MT) para que sejam tomadas providências por parte do governo estadual em conjunto com os municípios. O tema tem sido tratado com bastante celeridade, tanta que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, demonstrou interesse em vir ao Mato Grosso para visitar a Baía de Chacororé in loco, com uma comitiva de congressistas.

As questões ambientais são bandeiras do deputado desde seu engajamento na luta contra as queimadas no Pantanal, especialmente por se tratar da região de origem de Kardec. “Eu cresci aqui, banhando nas águas do Pantanal e fico muito abalado com uma situação dessas. Por isso, vamos envidar todos os esforços para reverter essa tragédia”, finaliza.