7 atitudes que vão diminuir sua conta de energia elétrica

Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no país
Foto por: Procon-MT

Um dos itens que mais consomem seu dinheiro dentro de casa é a conta de luz. Vai vendo a importância de olhar com cuidado o valor da conta de energia na hora de fazer o orçamento doméstico…

Além disso, o pagamento regular da contas como energia elétrica, telefone, água, etc. ajuda a criar um bom histórico de pagamentos no seu Cadastro Positivo.

Por isso, dar aquela diminuída no consumo de energia elétrica é muito importante! Como fazer isso?

Confira as Dicas da Boa e comece a praticar hoje mesmo! No fim do mês, você vai ver como elas farão a diferença. Vem com a gente!

1- Entenda como anda o consumo

A primeira dica é checar se há “fuga” de energia na sua casa, aquela que passa pelo relógio, mas você não está usando.

Para saber, desligue a chave geral da casa e olhe o relógio. Continuou a rodar? Então pode ser que haja problemas na instalação elétrica de sua casa.

Procure um eletricista para resolver. Com certeza você verá a diferença no valor da conta de energia elétrica no fim do mês.

Se o relógio ficar parado, comece a fazer uma análise do comportamento de consumo de energia elétrica de sua casa. É simples: no início do dia, anote o número que marca o medidor. Faça isso também à noite. Você saberá quantos quilowatts gastou naquele dia.

Repita isso por duas semanas e você saberá em quais dias há maior consumo de energia e conseguirá identificar quais os aparelhos que mais estão consumindo.

Combine com toda a família como reduzir o uso destes equipamentos. “Missão conta de luz mais barata”!

2- Troca de lâmpadas

Trocar as lâmpadas de sua casa pode gerar uma economia considerável na conta de luz, acredite!

Ao comprar novas lâmpadas, se possível, opte pelas de LED. Elas são um pouco mais caras que as comuns incandescentes e fluorescentes, mas elas duram mais.

Com as lâmpadas de LED é possível economizar cerca de 50% no gasto com a iluminação. Veja este cálculo: dez lâmpadas de LED ligadas por 6 horas ao dia consomem 23 kWh. As comuns, 50 kWh.

Além disso, você contribui com a sustentabilidade, já que elas não são compostas por nenhum material nocivo à saúde e ao meio ambiente, não geram calor e são mais eficientes.

E lembre-se das broncas que a sua mãe te dava: nunca deixe luzes acesas se não tem ninguém ocupando o cômodo da casa.

3- Tire os aparelhos das tomadas

Essa é uma das formas mais eficientes de economizar energia. Quando o aparelho fica em stand-by, ou seja, desligado, mas conectado à tomada, para manter o funcionamento de sensores e relógios, ele está consumindo energia desnecessariamente.

Isso pode representar 12% de sua conta! A luz vermelha ou verde indica que o aparelho consome eletricidade mesmo quando está desligado.

E atenção ao carregador de celular, que é um grande sugador de energia. Assim, só o coloque na tomada quando for carregar o aparelho.

4- Reduza o tempo no banho

O chuveiro elétrico é o grande vilão no consumo de energia da casa. Aqui as dicas são as óbvias: tome banho mais curtos, mude a chave do chuveiro para verão ou substitua o modelo elétrico por um a gás ou solar.

5- Eletrodomésticos em bom estado

Equipamentos mais antigos e obsoletos são verdadeiros vampiros no consumo de energia elétrica. Como possuem tecnologia ultrapassada, precisam de mais energia para funcionarem, além de gerarem fuga de corrente e, consequentemente, desperdício de energia.

A geladeira é o aparelho que mais consome energia elétrica numa casa. Portanto, use-a corretamente. Isso significa manter as borrachas em ordem, não a deixe encostada na parede ou sob o sol, nem use a parte de trás para secar roupas.

Evite colocar alimentos quentes ou ficar abrindo e fechando a porta toda hora. Tudo isso consome muita energia.

6- Cuidado com as tomadas

Evite conectar vários aparelhos numa mesma tomada e procure não utilizar adaptadores. São perigosos e podem provocar um curto-circuito. Além do mais, uma tomada sobrecarregada pode prejudicar toda a fiação elétrica da casa.

Isso também aumenta o consumo de energia elétrica, uma vez que favorece a fuga de corrente. O melhor é sempre respeitar o limite da tomada.

7- Colaboração da família

Diminuir o consumo de energia, além de tudo que vimos acima, exige novos hábitos de toda a família.

Converse com todos, incluindo as crianças, defina metas de diminuição de consumo para alcançar bons resultados na economia de energia.

Pense que o dinheiro economizado pode ser usado para lazer, compra de um novo equipamento, viagens e até para uma poupança. Bem melhor, né?

Para mais informações e dicas de Educação Financeira e Orçamento Doméstico siga a Boa Vista no Facebook!