Rondonopolitano que não vacinar contra febre amarela pode perder viagem internacional

Alguns preparativos importantes devem ser realizados para viagens internacionais. Além de toda documentação necessária, atualmente diversos países exigem um certificado de vacinação contra a febre amarela para ingresso em seu território.

Os passageiros que nunca foram vacinados contra a doença ou que receberam a imunização há mais de dez anos devem tomar a vacina no mínimo dez dias antes de viajar.

Os passageiros de Rondonópolis que não querem perder sua viagem internacional devem procurar a Policlínica Central, no antigo Hospital São José, de segunda a quinta-feira, das 13h30 às 17 horas, pelo telefone 411-5067 ou falar com Elisabeth Capote no local.

A vacinação também é realizada em alguns aeroportos, porém, somente de segunda a sexta-feira, com o passageiro correndo o risco de filas extensas e atraso no embarque.

As pessoas vacinadas em postos e hospitais recebem o Cartão Nacional de Vacinação, que é válido em todo território nacional. Para a viagem internacional, porém, o passageiro precisa de um Certificado Internacional de Vacinação, que é emitido pela Anvisa. Nos postos da agência em aeroportos, a emissão demora poucos minutos e pode ser feita antes do embarque.