Rondonópolis debate direitos da Criança e Adolescente

Rondonópolis debate direitos da Criança e Adolescente

Proteção integral; diversidades e enfrentamento às violências são os temas debatidos na 11ª Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, que teve início na noite de segunda-feira (02), no auditório da prefeitura de Rondonópolis.

A Conferência é um espaço democrático de discussão que reúne poder público e sociedade civil organizada para debater e decidir as prioridades nas Políticas Públicas. Crianças, adolescentes, pais e representantes de órgãos e instituições participam do evento.

Organizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), com o apoio da Prefeitura de Rondonópolis, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Promoção Social, o evento prossegue nesta terça-feira na Escola Municipal Bonifácio Sachetti, no Parque São Jorge.

“A Conferência é uma oportunidade ímpar para toda a sociedade civil organizada discutir o que pode ser feito em termos de políticas públicas para nossa crianças e adolescentes”, frisou Wellington Souza, presidente do CMDCA, acrescentando que ao final do evento serão escolhidos os delegados e as da cidade que serão levadas por eles para etapa estadual da Conferência.

Presente ao evento, representando o Ministério Público Estadual (MPE), a promotora da Promotora de Justiça da Infância e Juventude, Patrícia Eleutério Campos Dower, ressaltou a importância da Conferência e a necessidade de garantir a participação das crianças e adolescentes nas discussões.

“A partir da realização da Conferência, vão ser apontadas as necessidades do público infanto-juvenil de Rondonópolis e a definição de metas e ações para que elas sejam inseridas nas políticas públicas do município”, assinalou a promotora.

O prefeito Zé Carlos do Pátio acompanhou a abertura da Conferência e destacou que eventos como este é importante para abrir o debate sobre o que pode ser feito para avançar em temos de políticas públicas que garantam os direitos das crianças e adolescentes.

“Esta conferência é um importante instrumento democrático que abre o debate sobre políticas públicas para garantia integral dos direitos das crianças e adolescentes, que envolvem várias questões. Uma delas, que estamos trabalhando, é para garantir a universalização da educação infantil no município”, citou o prefeito.

Zé Carlos destacou que Rondonópolis já está universalizando na faixa etária de quatro a cinco ano, mas ainda tem uma grande demanda de zero a três anos. “Mesmo com as várias creches em construção e comprando áreas para construir novas, ainda, sim, temos necessidades de acesso grande no município. Por isso, temos de abrir o debate com o governo federal para que olhe mais para políticas voltadas à educação infantil”, comentou o prefeito.

Ele salientou, ainda, que outra necessidade que ele vê é a ampliação de atividades no contra turno, afim de que “as crianças tenham acesso a outras atividades no prós-aula, como cultura, esporte e lazer”.

Temática

A temática central para discussões da 11ª Conferência Municipal são a proteção integral, diversidade e enfrentamento das violências, mesmo tema da palestra abordado pela doutora em psicologia social, Camen Lúcia Sussel Marian, psicóloga e professora no Programa de Pós-Graduação, na linha de infância e juventude, da   Universidade Federal de Rondonópolis (UFR).