Em Brasília, representantes reforçam pedido por Delegacia da Receita Federal em Rondonópolis

taques cancela agenda em rondonópolis

Uma comitiva de representantes de Rondonópolis, integrada pelo deputado estadual Sebastião Rezende, o senador Wellington Fagundes, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Rondonópolis (CDL), Neles Walter de Farias, e o representante do Conselho Regional de Contabilidade do Estado, contador Waldemar Akira, estiveram em Brasília ontem (10.03) para articulações em torno da criação e instalação da Delegacia da Receita Federal em Rondonópolis.

A comitiva foi recebida pelo secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Diogo Henrique de Oliveira, e pelo superintendente regional da 1ª Região Fiscal da Receita Federal, José Oleskozicz. A audiência foi agendada pelo senador Wellington Fagundes por solicitação do deputado Rezende e, em resposta a reivindicações da comunidade de Rondonópolis e região, através de empresários, profissionais e entidades do setor, como a CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas) e o Sindicato do Comércio Varejista de Rondonópolis.

Na oportunidade, foi entregue oficialmente a cópia da indicação, feita por Rezende e dirigida ao governo federal, da necessidade de criação da delegacia. O grupo também mostrou a importância da construção de um prédio próprio para abrigar essa delegacia.

Segundo Rezende, as articulações locais já estão ultimadas e, inclusive, a prefeitura já fez a doação de um terreno para a Receita Federal, com cerca de 3 mil m², localizado no bairro Jardim Mato Grosso. “Com o prédio próprio, a Receita Federal terá uma estrutura de atendimento mais adequada e confortável aos contribuintes, de acordo com a demanda da região”, defendeu.

Na indicação solicitando a criação da Delegacia da Receita Federal em Rondonópolis, Rezende justificou que a cidade é polo da região de planejamento sudeste, abrangendo um total de 18 municípios, com grande pujança econômica. A região muito contribui com a balança de pagamentos do Brasil, possuindo um potencial de crescimento muito grande, com demanda cada vez maior de serviços prestados pela Receita Federal.

Hoje Rondonópolis possui apenas uma agência da Receita Federal. Para demonstrar a necessidade e a viabilidade da criação da Delegacia em Rondonópolis, a indicação também reúne um estudo comparativo com todas as agências existentes no Brasil, estado por estado. “Ficou evidente pelos números que o município de Rondonópolis tem condições e necessita de receber uma delegacia da Receita Federal. Nesse estudo, é possível ver, por exemplo, o número de empresas em Rondonópolis muito maior do que outras cidades com delegacias da Receita Federal”.

Rezende lembra que, apesar do potencial, os contribuintes sofrem com a precariedade da prestação de serviços da agência da Receita Federal em Rondonópolis porque muitos serviços são prestados apenas em Cuiabá, gerando transtornos.