Carlos Augusto completa sete anos de Corinthians e vibra com oportunidades

Carlos Augusto completa sete anos de Corinthians
Agência Corinthians

Motivos para sorrir não faltam. Afinal de contas, Carlos Augusto vem comprovando aos poucos toda a badalação criada em cima de uma das principais joias do Corinthians.

Com 19 anos, acumulou recentemente a primeira partida oficial pelo clube, a primeira como titular e, ainda, fez sua estreia em competições internacionais entrando no fim do jogo válido pela Libertadores.

E o lateral-esquerdo que atua na zaga também tem mais um motivo para comemorar. Dos grandes. Neste sábado, dia 11 de agosto, ele completa sete anos de Corinthians.

Ainda mais menino, com 12, desembarcou no clube paulista para jogar nas categorias de base e não saiu mais.

“Mais de um terço da minha vida eu passei aqui dentro, defendendo as cores do Corinthians. Aprendi a amar demais esse clube. Hoje é um orgulho grande saber que passei por tantas coisas e posso defender a camisa do Corinthians dentro de campo. São sete anos. É muita coisa”.

“E tem muita gente que foi fundamental para eu chegar até aqui. É uma vitória não só minha, mas de vários profissionais do clube e dos meus familiares também”, comemorou o jogador, que recentemente prolongou seu vínculo com o Corinthians até o fim de 2021.

Com convocações frequentes para a seleção brasileira sub-20, Carlos Augusto sabe que seu sucesso será gradativo. E depende ainda de muito mais trabalho pela frente. Mas ele valoriza o fato de receber oportunidades. Sua estreia foi diante do Grêmio, em amistoso. E de lá pra cá foi utilizado outras duas vezes por Osmar Loss.

“É muito importante viver essa fase. Só de treinar com os profissionais você já aprende demais. Estou cercado de jogadores vencedores, de uma comissão técnica fantástica”.

“Tenho que aprender sempre. Claro que é legal estar jogando, defendendo o Corinthians. Mas também não tenho pressa. Tenho certeza que ainda não conquistei nada e vou trabalhar muito todos os dias como sempre fiz”, disse.

A próxima oportunidade, aliás, pode estar perto. Em meio a várias competições, Carlos Augusto tem chance de ser escalado para pegar a Chapecoense, domingo, fora de casa.

“Estou trabalhando para ajudar meus companheiros, a comissão. Quero ajudar da melhor forma possível. Não sei ainda se vou jogar, mas estou preparado”.

“Tenho certeza que a comissão vai fazer o melhor para o time. Temos Série A, Libertadores, Copa do Brasil. É um mês cheio de jogos e bastante desgastante. Se jogar, vou me doar ao máximo com certeza”, finalizou o jogador de apenas 19 anos de idade.