‘Vi a morte de perto’, diz jovem que escorregou e escapou de acidente

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado

A jovem Thaíse Milena Gonçalves, de 20 anos, que escapou de ser atropelada na última quarta-feira (22) após escorregar na Avenida Filinto Müller em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, se diz assustada com o fato. A câmera de segurança de um estabelecimento flagrou o momento em que ela deixou o local e escorregou na pista ao tentar atravessá-la. Para ela, o escorregão evitou que algo pior acontecesse.

“Eu não vi nada, foi algo surpreendente. Eu caí bem perto de onde o pneu do ônibus passou. Acredito que tenha sido a mão de Deus, porque seu eu não tivesse caído eu tinha sido atropelada”, relatou Thaíse, em entrevista ao G1.

Sobre o momento em que o fato aconteceu, a jovem disse que foi tudo muito rápido. “Eu olhei e vi que o ônibus estava vindo. Por ter uma lombada antes, acreditei que eu teria tempo de atravessar. Ante de caír, cheguei a ver o ônibus de frente para mim. Não sei nem como eu cai para trás ao invés de caír para frente. Eu vi a morte de frente”, afirmou.




Thaíse, que é tecnóloga em segurança do trabalho, contou que tinha ido até a loja comprar intens de maquiagem e que havia estacionado o carro do outro lado da rua. Por isso, ao deixar o estabelecimento, tentou atravessar a pista em direção ao veículo Ao contrário do que aparece no vídeo, em que ela se levanta tranquilamente após o escorregão, a jovem disse ter ficado em pânico.

“Fiquei muito apavorada. Fui em uma farmácia do outro lado e lavei a minha mão. Quando entrei no meu carro estava tremendo e chorando muito de medo”, revelou. Segundo a tecnóloga, após o ocorrido ela encontrou a mãe, a abraçou forte e caiu em prantos.

O susto

O acidente ocorreu por volta das 16h40 do último sábado (18). Por sorte, a mulher agiu com rapidez e evitou o atropelamento. Nas imagens, o trânsito não estava intenso nesse trecho da avenida. A pedestre caminha pela calçada, após sair da loja, olha para os dois lados da pista e anda rapidamente em direção a avenida. Porém, uma parte da pista está molhada e ela escorrega antes de cair.

O coletivo, com passageiros dentro, passa por ela e assustada, se levanta do chão, em seguida. Depois, atravessa a avenida normalmente. A poucos metros do fato há uma faixa para pedestres.

O supervisor da Guarda Municipal de Várzea Grande, Alexander Ortiz, orienta para que os pedestres atravessem as vias públicas na faixa de segurança para evitar possíveis acidentes. Alerta ainda que, caso a mulher que aparece no vídeo fosse atropelada, a negligência seria dela por não ter seguido pela faixa de pedestre, e também do motorista, conforme o que estabelece o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).

Veja vídeo