Veterinários participam de treinamento para atendimento de eventos agropecuários

novas regras são definidas para a pesca da tainha



Na última semana o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea-MT) realizou um treinamento para credenciamento de médicos veterinários autônomos e da iniciativa privada para atender eventos agropecuários. ALei 10.486que dispõe sobre a Defesa Sanitária Animal no Estado trouxe avanços e uma delas é a ampliação dos eventos agropecuários que podem ser atendidos por veterinários habilitados pelo Indea.

Antes, liberado apenas para o atendimento de leilões, hoje com a nova Lei, os profissionais habilitados podem atender qualquer evento sob responsabilidade de pessoa física ou jurídica, com finalidade comercial ou não, que reúna animais e os mantenha por determinado tempo, tais como feiras, exposições, rodeios, cavalgadas, provas de laço, torneio leiteiro e outras aglomerações de animais.

Cerca de 200 profissionais participaram do evento que abordou diversos temas relacionados à sanidade animal como vigilância veterinária, procedimentos de atendimento, sistemas online do Indea, emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA), anemia infecciosa equina, atualidades e desafios, responsabilidade técnica e ainda uma palestra com o Dr. Luis Samartino, sobre estratégia de controle e vacinação da brucelose bovina, responsabilidade técnica.

Para o Dr. Samartino, do Instituto Nacional de Tecnologia Agropecuária (INTA), é fundamental que médico veterinário tenha um conhecimento amplo e ser vigilante a qualquer sintoma que o animal apresentar. “É importante tem um conhecimento além dos conceitos básicos, mais do que diagnóstico e métodos de cura, tem que entender bem como uma enfermidade funciona para atender corretamente”.

A renovação do credenciamento é bianual, porém com a alteração da Lei de Defesa Sanitária Animal, os profissionais habilitados em 2016, tiveram obrigatoriamente que participar do curso, para estarem atualizados com relação à Lei 10.486. A ampliação da atuação dos veterinários autônomos habilitados no atendimento de eventos agropecuários representa também, o aumento de oportunidades de trabalho.

O veterinário Eduardo Henrique Rodrigues, de Alta Floresta, falou da importância de participar do evento. “Sou habilitado pelo Indea desde 2016, e participar de um evento como esse é muito válido, um encontro que reúne profissionais de todo o Estado, podemos sanar dúvidas. Vai abrir um leque de oportunidades, pois onde moro sãorealizadasmuitas provas de laço”.

O curso foi realizado na Superintendência Federal da Agricultura no Estado de Mato Grosso – SFA/MT, em Várzea Grande.