Vendedor morre com suspeita de doença transmitida por bactéria de pombo em Rondonópolis

Nos últimos cinco meses, Marcos Vinícius passou mal com frequência e já havia passado por vários médicos, entretanto, a doença só foi descoberta na última semana.

Marcos Vinícius da Silva Barros trabalhava como vendedor de roupas em Rondonópolis — Foto: Arquivo Pessoal

Um vendedor morreu na madrugada desta segunda-feira (21), no Hospital Regional de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, por suspeita de toxoplasmose devido a uma bactéria transmitida por pombo. A doença, segundo a família, atingiu o cérebro dele.

Marcos Vinícius da Silva Barros deu entrada no hospital na quarta-feira (16). Na sexta-feira (18), ele foi encaminhado para uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde passou o fim de semana e morreu nesta segunda-feira.

Segundo familiares da vítima, nos últimos cinco meses, Marcos passava mal com frequência e já havia passado por vários médicos, entretanto, a doença só foi descoberta na última semana, após exames e consultas com um infeciologista do Hospital Regional.

Amigos e familiares de Marcos lamentaram a demora no diagnóstico.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) disse que Marcos não morreu por toxoplasmose. No entanto, não informou a causa da morte.