Venda de peixe deve aumentar entre 30% e 50% na Quaresma

| guiratinga | prefeitura amplia distribuição de água no distrito do alcantilado

A venda de pescado deve aumentar entre 30% e 50% durante o período da Quaresma, em Cuiabá. A estimativa é dos comerciantes do Mercado do Porto, principal ponto de venda da capital mato-grossense. Pela tradição dos católicos, é recomendado que se troque a carne vermelha pela carne branca durante o período de 40 dias.

Segundo os vendedores das bancas onde se comercializa o produto, a quaresma é a melhor época do ano para quem atua no ramo. Em alguns casos os comerciantes dizem que conseguem ter um aumento de até 50%. “Agora começa o período da quaresma e aumenta a procura. Os católicos têm aquela tradição de comer o peixe nesse período. Aí aumenta a venda. Eu calculo entre 30 a 50% a mais nas vendas", relatou o vendedor Antônio José da Silva.

Piracema



A proibição da pesca nos rios da bacia hidrográfica do Araguaia-Tocantins em Mato Grosso começou no dia 1º de novembro de 2014. Já a proibição dos rios da Bacia Paraguai e Amazonas iniciou em 5 de novembro. O término do defeso ocorrerá em 28 de fevereiro em todos os rios mato-grossenses.

Quem for flagrado desrespeitando a lei pode ser punido e pagar multas de até R$ 100 mil. A medida atinge frigoríficos, peixarias, entrepostos, postos de venda, restaurantes, hotéis e similares.

No último período de restrição foram apreendidas 6,5 toneladas de pescado irregular em Mato Grosso entre novembro de 2013 e fevereiro de 2014, resultado de operações contra a pesca predatória realizada no estado pelos órgãos ambientais e polícias.