Veja como estão as vítimas do ‘Golpista do Tinder’ hoje

Quem Online

Quem Online

Foto: Reprodução/Instagram

Veja como estão as vítimas do ‘Golpista do Tinder’ hoje

Sucesso da Netflix, o documentário O Golpista do Tinder desmascarou Shimon Hayut, investigado por realizar uma série de golpes no aplicativo de relacionamento. No documentário, três vítimas do vigarista isralense apresentaram suas histórias e revelaram dívidas exorbitantes por causa de Shimon. Ele chegou a roubar mais de 10 milhões de dólares de suas vítimas.

Ayleen CharlottePernilla Sjoholm Cecilie Fjellhøy fizeram empréstimos em bancos para ajudar Shimon em 2018. Ele alegava ser perseguido por inimigos e não poder usar cartões de créditos para não ser rastreado.

Pernilla, de 36 anos de idade, morava em Oslo, na Noruega, quando sofreu o golpe. Ela mantinha uma amizade com Shimon e chegou a viajar com ele por diversos países da Europa. Cecilie, de 33 anos, é norueguesa e morava em Londres quando conheceu Shimon no Tinder. Já Ayleen é a mais nova das três, com 26 anos.

No Instagram, as três estão recebendo milhares de mensagens de apoio. E já somam, juntas, mais de 220 mil seguidores na rede social. No ano passado, Pernilla e Cecilie viajaram para Mykonos, na Grécia, e registraram os momentos de lazer para os fãs. Em dezembro, Pernilla visitou Cecilie em Londres, na Inglaterra. “Irmãs?”, perguntou ela em uma das legendas.

Pernilla e Cecilie (Foto: Reprodução/Instagram)
Pernilla e Cecilie (Foto: Reprodução/Instagram)

Cecilie, que chegou a viajar de jatinho com Shimon no primeiro encontro dos dois, criou uma instituição na Noruega para ajudar mulheres vítimas de fraude. Ela, ao lado de Ayleen e Pernilla, criaram uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro e sanar suas dívidas.

Ayleen é a mais reservada das três. No Instagram, ela tem apenas seis fotos. A publicação mais recente é uma selfie em que Ayleen aparece usando um óculos escuros. “Sim, esses são os óculos dele”, escreveu ela. Após sofrer o golpe, ela enganou Shimon, alegando que venderia as roupas de grife do rapaz. Ela conseguiu vender algumas peças e acessórios e ficou com o dinheiro. “Obrigada por todas as mensagens. Estamos emocionadas com o apoio de todos! Vou tentar responder cada um de vocês”, escreveu ela em sua biografia na rede social.

Shimon foi preso entre 2015 e 2017, mas está livre. Em 2019, ele cumpriu cinco meses na prisão em Israel, seu país de origem. Após a repercussão do documentário, Shimon foi expulso do Tinder e banido de outros aplicativos e sites de relacionamento como OkCupid, Hinge, PlentyofFish, OurTime, Meetic, Pairs e Match.

Ayleen usa óculos de Shimon, o golpista do Tinder (Foto: Reprodução/Instagram)
Ayleen usa óculos de Shimon, o golpista do Tinder (Foto: Reprodução/Instagram)

Vaquinha das vítimas do Golpista do Tinder (Foto: Reprodução)
Vaquinha das vítimas do Golpista do Tinder (Foto: Reprodução)

Ayleen (Foto: Reprodução/Instagram)
Ayleen (Foto: Reprodução/Instagram)

Pernilla e Cecilie (Foto: Reprodução/Instagram)
Pernilla e Cecilie (Foto: Reprodução/Instagram)

Pernilla e Cecilie (Foto: Reprodução/Instagram)
Pernilla e Cecilie (Foto: Reprodução/Instagram)

+ Acessados

Veja Também