Três passos infalíveis para não errar na hora de escolher o sutiã

Alessandra Chaves, estilista da Vipagi Lingerie, alerta que um sutiã errado pode ter efeitos indesejáveis não só para a auto estima, mas também para a saúde

Vipagi / MF Press Global

O modelo e o tamanho correto valorizam. O errado pode trazer o efeito contrário, não apenas na aparência como também no humor. Não há paciência e autoestima que sobreviva a alças de sutiã caindo para um lado e fazendo gordurinhas saltarem para o outro. Tudo que se quer é chegar em casa e se livrar dele.

Vipagi / MF Press Global

Saber escolher o sutiã é uma arte, e precisa ser dominada. Apesar da maioria das mulheres acreditar que sabe escolher a peça, a realidade é bem diferente. Pesquisa realizada por uma marca de lingeries brasileira constatou que 80% da mulheres usam o tamanho de sutiã errado.

Vipagi / MF Press Global

E as consequência vão além da estética. É o que explica Alessandra Chaves, estilista da Vipagi Lingerie. “Quando o sutiã não oferece sustentação adequada, pode causar problemas de coluna, que consequentemente geram má postura e podem até mesmo gerar problemas respiratórios”, alerta.

Vipagi / MF Press Global

Para não errar na escolha, a estilista separou três dicas infalíveis que vão facilitar a hora de optar pelo sutiã ideal.

1- Tenha ciência do seu tipo de seio

Conhecer o próprio corpo é essencial para diversas áreas da vida, inclusive na hora de escolher o sutiã. Seios mais juntos, espalhados, flácidos. São inúmeras as possibilidades, que somadas ao efeito desejado vão ditar se o sutiã precisa de sustentação mais firme, alças reforçadas ou qual será o formato do bojo.

Vipagi / MF Press Global

2 -Entenda o que busca

Dois pontos são primordiais nesse passo: Saber o efeito desejado e em qual ocasião a peça será usada. “Mulheres que desejam aumentar os seios naturalmente pequenos, podem investir em modelos com bojo e enchimento banana. Se a intenção é levantar seios caídos, sutiãs com taça, base e laterais mais firmes são a melhor alternativa para manter a sustentação”, explica.

A ocasião também dita o modelo. “Para a prática de esportes, modelos com alças mais largas. Para eventos de gala, onde será usado um vestido de tecido mais fino, tecidos dos sutiãs também devem mais leves”, orienta. É importante estar atento se o modelo escolhido se adequa às roupas que já possui no guarda- roupa para que a peça seja bem usada.

Vipagi / MF Press Global

3-Medir tamanhos e definir o modelo

Nada de chegar à loja achando que veste um número só. Para escolher o modelo ideal de sutiã, é importante ter em mente duas medidas: a da taça — onde os seios são acomodados— e das costas — contorno do tórax.

Com as medidas em mãos é hora de definir o modelo, que vai variar de acordo com o tamanho do busto e o efeito desejado. “O mercado oferece uma infinidade de modelos. Tem meia-taça, balconê, tomara que caia, é só escolher o seu”.