Trabalho integrado intercepta quadrilha e evita roubos na região de Barra do Garças

Conforme o boletim de ocorrência, os agentes foram informados que uma quadrilha estaria se organizando para praticar assaltos na região. A informação destacava que o grupo estaria em um veículo Fiat Uno

Foto: PMMT

Um trabalho integrado entre policiais do 5º BPM, Bope e Força Tática, prendeu nesta quinta-feira (04.05) três homens por formação de quadrilha, porte ilegal de arma de fogo e corrupção de menor, na cidade de Ribeirãozinho (a 627 km de Cuiabá). Uma adolescente foi apreendida.

Conforme o boletim de ocorrência, os agentes foram informados que uma quadrilha estaria se organizando para praticar assaltos na região. A informação destacava que o grupo estaria em um veículo Fiat Uno.

Em diligência, os policiais encontraram o veículo denunciado na MT 100, uma área de lavoura. Durante o monitoramento, os policiais perceberam que um dos homens ao ver a viatura tentou se desfazer de um revólver calibre 22, com sete munições.

Já com a adolescente foi encontrada em sua cintura um revólver calibre 38, que ela alegou ter recibo ordens de um dos homens para esconder a arma.  A jovem pontuou a estratégia do bando que era usá-la de olheira.

O modus operandi, segundo a jovem, era oferecer tapetes de casa em casa e aproveitava a ocasião para observar a movimentação dos moradores e a fragilidade na segurança dos imóveis. A menina disse que ganharia R$ 600 pelo serviço.

Com o terceiro suspeito, os policiais encontraram quatro munições de calibre 38, que ele disse serem da arma encontrada com a adolescente. Contou também que tinha comprado a arma na cidade de Várzea Grande por R$ 3 mil.

O quarto suspeito assumiu ser dono do Uno e que daria cobertura na ação criminosa. Ele disse que todos são moradores de Várzea Grande.

Uma motocicleta que estava próximo do bando também foi apreendida.