Thiago Silva repudia Proposta de Emenda Parlamentar que compromete orçamento da Unemat

Thiago Silva repudia Proposta de Emenda Parlamentar que compromete orçamento da Unemat

O candidato a deputado estadual Thiago Silva – MDB usou as redes sociais para alertar a sociedade quanto a Proposta de Emenda Constitucional (PEC), apresentada pelo suplente de deputado estadual Ademir Brunetto.

O documento revoga o artigo 246 da Constituição do Estado de Mato Grosso, que garante desde 2013 autonomia nos repasses financeiros da instituição.

Silva, que é um dos responsáveis pela implantação da Unemat em Rondonópolis, alerta que a PEC retira da obrigação do governo investir um percentual da Receita Corrente Líquida para manutenção da Unemat. Em 2018 o índice foi de 2,5%.

“Essa proposta é um retrocesso diante de tudo que foi conquistado. Há mais de cinco anos, a Unemat conquistou sua autonomia orçamentária e dessa forma só progrediu. Sem esse dinheiro será impossível a expansão para o interior, que é um das missões da universidade mato-grossense”, explica.

Thiago ainda lembrou, que se emenda for aprovada, o projeto de novos campus e a estruturação de recém-implantados serão prejudicados. “O governo do Estado tem que cumprir o seu papel e enviar recursos garantidos na PEC 246″.

“Em Rondonópolis, a Unemat chegou a pouco mas de um ano, depois de 10 anos de muita luta. Estou trabalhando para oferecer mais cursos para a sociedade e um prédio com estrutura adequada. Eu repudio essa atitude”.

“Estudantes, servidores e professores precisam de uma instituição forte e próspera. Sou a favor do fortalecimento da Unemat e contra a revogação do artigo 246 da constituição estadual que tira a independência financeira da universidade”, finaliza.

Para ser aprovada, o projeto de revogação da independência financeira precisa do voto favorável de 23 dos deputados estaduais, ou seja, 16 parlamentares.