Tempestade tropical Earl deixa 40 mortos no México

Redação PH

Redação PH

putin decide não expulsar diplomatas norte-americanos

Tempestade tropical Earl deixa 40 mortos no México

O número de mortos devido à tempestade tropical Earl, que já se dissipou, segue aumentando. Ao menos 40 pessoas morreram e várias seguem desaparecidas em deslizamentos de terra e desabamentos nos estados mexicanos de Puebla e Veracruz, informaram autoridades do país neste domingo (7).

Em nota, o governo de Puebla ampliou o número de óbitos de 28 para 29 pessoas, sendo 15 menores de idade, na serra norte. Vários moradores foram soterrados nos deslizamentos. Já o governo de Veracruz elevou para onze os óbitos em circunstâncias similares.

As autoridades socorreram cerca de 200 desabrigados em albergues e esperam atender a mais 300 moradores.

As chuvas torrenciais também causaram deslizamentos em estradas, danificaram duas pontes sobre o rio Necaxa e algumas comunidades sofreram corte de energia, segundo o governo de Puebla.

O governador do estado, Rafael Moreno Valle, foi a Huauchinango para coordenar as tarefas de resgate e pediu ao governo federal que declare estado de emergência.

Depois de chegar à categoria de furacão, o Earl perdeu força ao tocar a costa de Belize. Ele entrou no México pelo estado de Tabasco, na noite de quinta, já como tormenta tropical, e acabou no mesmo dia – mas os transtornos continuaram.

Nova tempestade

Neste domingo, formou-se no Pacífico a tempestade tropical Javier. Às 18h de Brasília, Javier se encontrava 140 km ao sul de Corrientes, no estado de Jalisco, e a 245 km de Manzanillo, em Colima.

Javier se afastava da costa mexicana na direção oeste-noroeste, segundo o Serviço Meteorológico Nacional (SMN), a 22 km/h com ventos máximos sustentados de 75 km/h e rajadas de até 95 km/h.

+ Acessados

Veja Também