Tecnologia do Futuro garante mobilidade e economia a brasileiros

crise econômica pode trazer oportunidades de investimento, avalia especialista



O número de empresas que desenvolvem a chamada Tecnologia do Futuro no Brasil está cada vez maior. São engenhocas e serviços que oferecem facilidades e que daqui alguns anos estarão entre muitas tecnologias das quais não abriremos mão para trabalhar ou viver.

O índice de crescimento do setor no país é o maior do mundo, com 11,6% segundo a Forrester, e reflete ao comportamento do brasileiro que preza por mobilidade e economia. Este prefere resolver tudo sem sair de casa ou do escritório através de diversas ferramentas digitais.

Foi pensando neste momento do mercado de TI que a empresa Selo Autêntico, com sede no Paraná, lançou quatro plataformas que ajudam as pessoas a resolverem algumas de suas obrigações de maneira online. São eles: Selo Digital, Câmara de Contratos, Currículo Eletrônico e o Email Registrado, que já estão substituindo papel, caneta, viagens, tempo em filas e muita paciência por praticidade.

Hoje, já é possível assinar um contrato virtualmente, ou reconhecer firma de um documento importante sem sair do escritório. E mandar uma correspondência registrada com valor jurídico por e-mail, sem pagar altas taxas nos Correios e Cartórios? Também é possível. Atualizar ou transferir os documentos do automóvel de maneira online e sem ir ao DETRAN também se tornou tarefa de alguns minutos frente à tela do computador.

“A evolução está aí, acontecendo. Nossas soluções são na web, sem necessidade de instalar nenhum software ou aplicativo. Quem opta por este tipo de tecnologia economiza tempo em logística e dinheiro, além de contribuir para o meio ambiente”, diz Paulo Guelmann, diretor da empresa.

O E-mail Registrado Selo Autêntico, por exemplo, substitui correspondências em papel quando há a necessidade de comprovação jurídica de entrega, como cartas com A.R. ou Cartas Registradas. O advogado Felipe Braz, da advocacia Braz e Gama Monteiro, utiliza e atesta os benefícios da solução. “Saíamos em média quatro vezes por semana para enviar via Correios ou Cartório as notificações em nome de nossos clientes. Nosso gasto era de R$ 100,00 por notificação em cartório. Hoje, pagamos R$2,50 e ainda sem sair do escritório. A solução valida o conteúdo e confirma abertura/leitura de cada correspondência enviada via e-mail”, conclui.

Esta novidade integra plataforma desenvolvida pelo Ministério da Ciência e Tecnologia em parceria com o Observatório Nacional. Outros serviços novidades incluem parcerias com Associação Comercial do Paraná e com diversos Detrans pelo Brasil.