Tatuador é acusado de abuso sexual e policiais encontram arma, droga, munições e cobras em Rondonópolis

Foto: PM/MT

Um tatuador foi acusado de ter abusado sexualmente de uma mulher, que teria ido até seu estúdio para fazer uma tatuagem nesta última terça-feira (28), no local foram encontrados arma, droga, munições e cobras.

Segundo consta em boletim de ocorrência, o casal teria ido até o local, com o intuito de fazer uma tatuagem.

Assim que chegaram no estúdio, o tatuador pediu para que o namorado da vítima esperasse do lado de fora, já que existe um decreto que impede aglomeração de pessoas.



Assim que entraram no local, o “profissional” pediu para que a mulher tirasse suas vestes e logo em seguida teria passado a mão em suas partes íntimas e tentado introduzir seu órgão genital na vítima.

Quando o acusado percebeu o erro que cometeu, teria tentado convencer a mulher a continuar, mas assustada, saiu do estabelecimento correndo.

A Polícia Militar (PM), foi acionada e esteve no local.

Durante buscar no interior, foram encontrados arma calibre 22, uma substância análoga a maconha, munições e duas cobras.

Fotos: Polícia Ambiental
Fotos: Polícia Ambiental