Sipros inicia campanha pela inclusão de educadores no grupo prioritário de vacinação

José Vlademir Ribeiro Marcondes-Presidente do Sipros

O Sindicato da Categoria dos Profissionais da Educação Básica da Rede Estadual de Ensino da Região Sul de Mato Grosso – Sipros começou negociação para a inclusão de profissionais que trabalham na educação serem incluídos no grupo prioritário de vacinação.

O presidente da entidade, José Vlademir Ribeiro Marcondes, explica que a retomada das aulas, mesmo que pelo sistema híbrido, expõe os profissionais a um grande risco de contaminação. “Essa insegurança reflete com toda certeza na qualidade do aprendizado dos estudantes. Um profissional, sem vacina, trabalha com medo. Mesmo que a sala esteja com número de alunos reduzido existe um risco sim. É um ambiente fechado e na maioria dos casos pequeno e com pouca renovação de ar. Estamos conversando com representantes públicos e agregando apoio para esta causa”, explica.

O departamento jurídico do Sipros já está formalizando um documento solicitando para Prefeituras, Câmaras, Assembleia Legislativa e Governo do Estado mais atenção com todos os trabalhadores da educação, bem como mais sensibilidade com a situação da categoria. “Vamos seguir, sempre com diálogo e expor os detalhes da nossa preocupação para nossos administradores públicos. A educação é prioridade e a saúde dos educadores também precisa ser priorizada”, ressalta Vlademir.




A preocupação do Sipros é justificada em números. Em todo Mato Grosso, a quantidade de profissionais de educação passa dos 70 mil. Desses, 40 mil são da rede estadual de ensino.