Sicoob já está realizando pré-cadastro de usuários do Pix

O Sicoob já está preparado para operar o novo meio de pagamento instantâneo desenvolvido pelo Banco Central, o Pix, que começa a ser aceito a partir de 16 de novembro deste ano. Os cooperados interessados em utilizar a ferramenta podem realizar o pré-cadastro para receber, a partir do dia 5 de outubro, a chave que permitirá fazer e receber transferências e realizar pagamentos por meios eletrônicos sem precisar disponibilizar todos os dados da conta.

A assessora de Negócios Digitais do Sicoob Central Rondon, Claysse da Silva, afirma que o Pix definitivamente veio para romper barreiras e agilizar processos. Por meio dele, o associado vai poder realizar suas transações financeiras eletrônicas em tempo real a qualquer momento, 24 horas por dia, 7 dias da semana e 365 dias no ano. Quer dizer, nos feriados, sábados e domingos, sem ter que esperar o próximo dia útil para que o crédito chegue ao destinatário.

O interessante, explica ela, é que isso poderá ser feito entre instituições financeiras diferentes. Hoje, para cair na mesma hora a transferência precisa ser feita para correntistas da mesma instituição. Os limites dependerão do saldo disponível e deverão ser os mesmos já praticados nas transações via TED e DOC, que geralmente estão condicionados às políticas de segurança do banco ou cooperativa para resguardar o cliente ou associado, ressalta Claysse.

A proteção do usuário, por sinal, foi uma grande preocupação do Banco Central no desenvolvimento da ferramenta, frisa a assessora. “O BC se baseou inclusive na nova Lei Geral de Proteção de Dados. Enfim, o Pix é bastante seguro, prezando pela segurança dos dados, da informação que está sendo repassada”, diz. Ainda assim, alerta, é preciso tomar alguns cuidados, como conferir para quem o recurso está sendo enviado, a fim de não mandar errado. Como se trata de uma transação rápida, a outra pessoa disporá na hora do dinheiro.

Outra vantagem apontada por Claysse são os custos. Com a chegada do Pix, a partir de 16 de novembro, qualquer pessoa física poderá usá-lo sem a necessidade do pagamento de taxas. “O Banco Central ainda está analisando a possibilidade de cobrança no caso do recebedor do Pix ser pessoa jurídica”, acrescenta. “É para dar mais oportunidade para as pessoas terem a opção de pagar de forma rápida e instantânea sem ter que sair com dinheiro, correndo risco na rua. Então é mais uma opção que o consumidor vai ter, sem custo”, frisa.

A assessora aproveita para convidar os cooperados do Sicoob a aderirem ao Pix. “Não deixe de fazer o pré-cadastro, é importante para você e para nós também. No Sicoob é ‘Piscou Cadastrou’. Faça parte junto com a gente. Em caso de dúvida estamos sempre à disposição através do telefone 65 9 9627-5652”, informa.