SES reúne 70 cirurgiões-dentistas em palestra sobre prevenção ao câncer de boca

Picture of SES-MT

SES-MT

O evento foi realizado em alusão à Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal Crédito - SES-MT

SES reúne 70 cirurgiões-dentistas em palestra sobre prevenção ao câncer de boca

Participaram da capacitação Equipes de Saúde Bucal (ESB) e dos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) do SUS

Compartilhe:

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) capacitou, nessa terça-feira (07.11), 70 cirurgiões-dentistas em prevenção ao câncer de boca, em um encontro no auditório do Hospital de Câncer, em Cuiabá.

Participaram da capacitação profissionais que atuam nas Equipes de Saúde Bucal (ESB) e nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs) do Sistema Único de Saúde (SUS). O evento foi realizado em alusão à Semana Nacional de Prevenção do Câncer Bucal, celebrada de 1º a 7 de novembro.

A coordenadora de Saúde Bucal da SES, Andrea Vrech Coelho, entende que é necessário conhecer mais este tipo de neoplasia, visto que o diagnóstico tardio contribui para o agravamento dos casos e índices de óbitos.

“O câncer de boca é um dos mais incidentes no mundo. É o quinto tumor mais frequente em homens no Brasil, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). A maioria dos casos é diagnosticado em estágios avançados, então, debater o assunto e fomentar a prevenção e o diagnóstico precoce são ações imprescindíveis para o enfrentamento da doença”, disse Andrea.

Entre os temas abordados na aula, estão: lesões fundamentais, biópsia e câncer de boca; efeitos colaterais da radioterapia e quimioterapia; fotobiomodulação no tratamento de pacientes oncológicos; a importância do cirurgião-dentista no diagnóstico precoce do câncer de boca e reabilitação de vidas.

Durante a capacitação, os profissionais aprenderam ainda os novos dados de câncer de boca; discutiram as formas de prevenção, exame clínico adequado e necessário; debateram casos clínicos e fomentaram o diagnóstico precoce com a apresentação de casos negligenciados.

Cenário de Mato Grosso

Em 2022, Mato Grosso registrou 255 casos de câncer de boca. E, em 2023, foram 101 casos. “A alta prevalência da doença no Brasil exige políticas públicas específicas. Justamente por isso, nos Centros de Especialidades Odontológicas (CEOs), existe a obrigatoriedade da especialidade no diagnóstico. Precisamos continuar construindo ações multidisciplinares e intersetorias de promoção e prevenção na atenção básica e assistenciais na secundária e terciária”, avaliou Andrea Coelho.

Os municípios são os responsáveis pelas ações de saúde bucal, de acordo com as diretrizes preconizadas pelo Ministério da Saúde. Com o objetivo de auxiliar os municípios, o Centro Estadual de Odontologia para Pacientes Especiais (Ceope), gerido pela SES, dispõe de exames clínicos e de biópsia para diagnóstico precoce de câncer de boca, além de câncer de cabeça e pescoço.

O Ceope é referência em Mato Grosso no diagnóstico destes tipos de câncer e a unidade funciona como porta aberta exclusivamente para este serviço. “O Ceope é referência no atendimento a pacientes especiais, mas também atua na oferta de serviços à toda a população que precisa de diagnóstico para câncer de cabeça, pescoço e boca”, explicou a diretora do Ceope, Martha Maria Aquilino.   

Os primeiros atendimentos em saúde bucal ocorrem nas unidades básicas de saúde, que fazem a triagem do paciente encaminhando-os para os demais serviços de média ou alta complexidade, se necessário.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp