SES disponibiliza vacinas antirrábicas para imunização na região de fronteira

Picture of SES-MT

SES-MT

Os imunizantes serão encaminhados na primeira quinzena de setembro para as ações de imunização animal em San Matias

SES disponibiliza vacinas antirrábicas para imunização na região de fronteira

Vacinas serão utilizadas em ações de imunização em San Matias, na Bolívia

Compartilhe:

A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) irá disponibilizar cinco mil doses de vacina e seringas ao município de Cáceres, em auxílio à campanha de vacinação antirrábica animal do Ministério da Saúde, realizada na região de fronteira do Brasil com a Bolívia. 

Conforme a superintendente de Vigilância em Saúde da SES, Alessandra Moraes, os imunizantes serão encaminhados ainda nesta primeira quinzena de setembro para ações de imunização animal em San Matias, na Bolívia. A ação integra o Acordo Interinstitucional entre Brasil e Bolívia, que trata da cooperação em Saúde da Fronteira.

“A campanha visa criar uma barreira imunológica a fim de evitar casos de raiva em cães e gatos e, consequentemente, em humanos. Mato Grosso recebe por Cáceres vários pacientes oriundos da Bolívia, residentes na província de San Matias, que fica a 103 km de distância da cidade brasileira. Através dessa ação, vamos alcançar melhor cobertura vacinal e monitorar possíveis ocorrências de casos de raiva”, explica Alessandra.

Segundo a coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental da SES, Marlene Barros, devem ser vacinados em Mato Grosso um total de 782.280 animais, entre cães e gatos. Na Bolívia, a expectativa é que sejam imunizados 5 mil animais.

“Nós disponibilizaremos os insumos e a equipe de saúde de San Matias fará a vacinação no território boliviano. Já a equipe de Cáceres irá vacinar os animais do território brasileiro”, acrescenta Marlene.

Em Mato Grosso, a SES distribui as vacinas às Secretarias Municipais de Saúde, que são responsáveis pela estratégia de vacinação e pela aplicação do imunizante em cães e gatos.

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp