Série de comemorações de Dia das Crianças garante alegria da garotada

Sala da Mulher e Teatro Zulmira repassam 370 brinquedos a seis comunidades periféricas da Grande Cuiabá

Série de comemorações de Dia das Crianças garante alegria da garotada
Crianças do bairro Ipase, em Várzea Grande, brincaram com heróis e princesas em evento no Teatro Zulmira Foto: JLSIQUEIRA / ALMT

A melhor forma de comemorar o Dia das Crianças é com crianças brincando e felizes, não é mesmo? E tem que ter brinquedo, pipoca, cachorro quente, refrigerante, balinha…

Quem sabe, palhaços, pula-pula, balão? E como é o dia 12 de Outubro das crianças mais pobres?

A Sala da Mulher, a partir da arrecadação pelo ingresso social do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros e doação da presidente de honra da unidade, Sônia Meira Botelho, repassou 370 brinquedos para comemorações do Dia das Crianças de seis comunidades periféricas de Cuiabá e Várzea Grande cadastradas pelo braço social da Assembleia Legislativa.

Os brinquedos compuseram as festinhas no bairro Ipase, em Várzea Grande; da comunidade do Pascoal Ramos, da Associação do Bairro Centro América, do bairro Silvanópolis, do Sopão do Jardim Novo Milênio, todos em Cuiabá; e contribuindo nas atividades desenvolvidas pelos ‘sopões’ coordenados pela Associação de Mulheres Solidárias Joana D’Arc, na grande Cuiabá.

Às ‘Mulheres Solidárias’, foram entregues 50 brinquedos, que somaram a outros 900 arrecadados pela associação, que recebeu contribuição também de servidores da ALMT. A entidade filantrópica desenvolve o projeto de distribuição de sopa uma vez por semana em 24 bairros carentes.

No dia 12 de outubro, comemoraram com as crianças dos bairros Alto da Glória e Altos da Serra, ambos na região da Grande CPA. Ainda seguem em atividades e a última comunidade a comemorar será a do bairro Pedra 90, hoje (18).

“Em cada ‘sopão’, as mãezinhas levam as crianças e elas ficam muito felizes. Foi maravilhoso!”, exclama a presidente da associação, Pedrina Maria de Santana.

O presidente da Associação do Bairro Centro América, Fernando Luís Nazário, o Flecha, recebeu 100 brinquedos para distribuir. Separou 50 para as suas crianças e repassou 50 para o bairro Silvanópolis, comunidade em situação de grande vulnerabilidade.

“Eu tinha firmado um compromisso com eles, nós precisamos, mas eles também precisam”, explicou. Para atender o incontável número de crianças na associação, no dia 12, Flecha entreteve os pequenos com pula-pula.

“Eles ficaram brincando até as 10 da noite”. E teve cachorro quente, refrigerante e muita bagunça. “Nós já estamos planejando, junto com o pastor da Casa da Benção [na região], uma grande festa de Natal, vamos fechar a rua”, antecipou, empolgado.

A festinha no bairro Ipase, na casa de Natália Fátima Cerqueira Doerl, foi um misto de surpresas.

A criançada brincou com o palhaço na residência, vieram para o Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros assistir ao desfile Tchás Creança (com show de Nico e Lau) – em ônibus reservado pela Sala da Mulher, na volta comeram pipoca, cachorro-quente, balas, chuparam picolé e tomaram refrigerante, e ainda ganharam os 50 brinquedos e lembrancinhas elaboradas pela anfitriã.

“Pelo sorriso delas, a gente via que se divertiram muito. E nós também! Porque a alegria delas nos faz muito bem”, contou dona Natália.

Ainda receberam brinquedos a comunidade do Pascoal Ramos (120) e a do Novo Milênio (50). Além do repasse das arrecadações, a Sala da Mulher contribuiu com locações de pula-pula, de carrinho de algodão doce e de carrinho de pipoca, com doações de caixas de leite longa-vida e com outras demandas de infraestrutura.

“Nós, que acompanhamos essas comunidades o ano todo e conhecemos de perto as mamães e as crianças, nos emocionamos muito nestas datas comemorativas. A criançada se diverte muito e brincar é essencial para o desenvolvimento dos pequeninos”.

“Nosso objetivo é seguir apoiando iniciativas como essas para um mundo mais alegre e bondoso, como são os corações mirins”, exalta a diretora do Teatro Zulmira e da Sala da Mulher, Daniella Paula Oliveira.