Senador Cidinho Santos cobra reestruturação da Apex

ambulâncias compradas com recursos da al serão distribuídas a todos os municípios de mt

O senador Cidinho Santos cobrou o fortalecimento da Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) para que a exportação brasileira avance. Atualmente, apenas 0,1% das 16 milhões de empresas existentes no Brasil são exportadoras, segundo dados da Apex. O senador participou de uma audiência com o atual presidente da Agência, David Barioni Neto, na tarde desta terça-feira, em Brasília.

Desde a posse do presidente em exercício, Michel Temer, a Apex passa passou a ser vinculada ao Ministério de Relações Exteriores. Para Cidinho, são necessários mais escritórios da Agência dentro e fora do Brasil para que o potencial de expansão aumente.

“Mesmo no momento de crise, a Apex se revelou com um grande potencial, tanto que só em 2015 houve um aumento de 15% no volume de exportações sendo que 40% passam pela Agência. Não podemos perder esse ritmo e sim retomar a agenda perdida do comércio exterior”, afirmou o senador, que assumiu nesta terça-feira a cadeira deixada pelo agora ministro da Agricultura, Blairo Maggi. Ele lembrou ainda que em Mato Grosso – maior produtor de grãos do país -, por exemplo, não há escritório da Apex.

Segundo o presidente da Apex, mesmo sendo a sétima economia do país, o Brasil ainda ocupa o 25º lugar no ranking de exportações e a expectativa é positiva com a ida para o Ministério de Relações Exteriores.

“Vemos com esperança a transferência. Tivemos R$ 20 milhões positivos na balança comercial ano passado. Tenho certeza que o ministro Serra está com esse foco, precisamos continuar no ritmo falando diretamente com a iniciativa privada”, afirmou o presidente da Apex.

Membro da Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) no Senado Federal, o senador se comprometeu a levar adiante a pauta de ampliação e reestruturação da Apex. Nos próximos dias ele deve agendar uma ida do presidente da Agência para apresentar o trabalho realizado à CAE.