Semana de Prevenção a Violência Doméstica e Contra Mulher atenderá reeducandas

Ciclo de palestra preparatório para a ressocialização de reeducandas | Matusalém Teixeira

As mulheres privadas de liberdade da Unidade Prisional Feminina serão atendidas por atividade organizada pelo Departamento de Ações Programáticas e o Departamento de Atenção Básica, durante toda esta terça-feira (5), com coleta de Citologia Oncótica (CCO), exame preventivo da saúde feminina também conhecido como Papanicolau, que será coletado por enfermeiras.

O Programa Viva (Sistema de Vigilância de Violências e Acidentes) e os departamentos da Secretaria Municipal de Saúde entendem a necessidade no cuidado, prevenção e orientação em saúde com todas as mulheres do município, inclusive as vítimas das mais diferentes formas de violência e que nesta situação têm as questões relacionadas a saúde física agravadas.

“Estamos promovendo a saúde e promovendo a não violência, pois se ela não se cuida ela também está se violentando, por isso que a gente trabalha voltado sempre para a prevenção para a saúde”, explicou a gerente do Departamento de Ações Programáticas da Secretaria Municipal de Saúde, Mariuva Valentin.

De acordo com o projeto, a violência contra mulher está associada aos estereótipos ainda prevalecentes na sociedade, e o cuidado com a saúde é uma forma de prevenção da violência. Dessa forma, foi planejada e está sendo executada a Semana de Prevenção a Violência Doméstica e Contra Mulher tendo o dia 25 de novembro como dia emblemático por ser o Dia da Não Violência Contra Mulher.

No ano passado, como uma forma de vivenciar um pouco do cotidiano das educandas, o Programa Viva também realizou confraternização com as mulheres na Cadeia Pública Feminina como parte cronograma de ações “20 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência”, dando sequência a outras atividades realizadas dentro da atual gestão.