Sema prepara profissionais do Parque Estadual Serra Azul para prevenção e combate a incêndios florestais

Picture of Sema-MT

Sema-MT

Gerência do Parque Estadual da Serra Azul Sema-MT

Sema prepara profissionais do Parque Estadual Serra Azul para prevenção e combate a incêndios florestais

Os vigilantes patrimoniais foram treinados para agirem de maneira rápida, seguindo o protocolo específico de acionamento

Compartilhe:

Os vigilantes do Parque Estadual da Serra Azul, em Barra do Garças, gerido pela Secretaria Estadual de Meio Ambiente, foram treinados para atuarem de maneira rápida em eventuais focos de incêndio na unidade de conservação, seguindo o protocolo específico de acionamento. Entre os equipamentos disponíveis estão sopradores BR600 e mochilas costais.

Além do apoio no combate ao fogo em uma primeira atuação nos postos de entrada e de atendimento aos usuários do parque, os vigilantes patrimoniais também auxiliam no monitoramento de focos de calor por meio de câmeras de segurança, que estão dispostas estrategicamente, captando imagens nos locais de maior risco de crimes ambientais. O objetivo do videomonitoramento é aumentar a proteção das unidades de conservação.

O primeiro treinamento de vigilantes e colaboradores aconteceu no final de maio, com a formação de brigada de Incêndio Florestal específica para a Unidade de Conservação. O treinamento foi coordenado pelo Corpo de Bombeiros e teve a participação de 10 vigilantes patrimoniais e quatro colaboradores e teve módulos presencial e on-line, grupos de debates, pesquisas e feedbacks com os instrutores.

A gerente do Parque, Cristiane Schnepfleitner, destacou a importância de ter uma equipe fixa para proteção das 2 Unidades de Conservação, Parque e APA Pé da Serra Azul visando as ações de proteção contínuas sendo que há solicitação feita e que está em análise pela Sema.

“A formação em questão oferecerá o know-how específico para que além da primeira resposta, os vigilantes acionem as forças de segurança de modo oficial, com preparação do local, criação de zona de risco e repasse de informações necessárias. Constantemente ocorrem incidentes e acidentes nos atrativos de uso público e ter o conhecimento certo, adquirir habilidade com a prática e principalmente ter atitude e iniciativa para atuar de modo correto e dentro de cada atribuição, será o fator que com certeza salvará vidas e minimizará os riscos no Parque Serra Azul”, pontuou. 

A gestão de proteção do Parque conta com ações amplas da Gerência Regional do Parque e APA via Sema, Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar, Polícia Ambiental e com o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), mediante o Programa Copaíbas.

Deixe um comentário

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp