Sedec desenvolve ações para a valorização dos pequenos e micro comerciantes

O Circuito Empreendedor – que faz parte do Programa Pensando Grande para os Pequenos – e as Feiras de Artesanatos ajudam os pequenos empreendedores a se desenvolverem em suas atividades.

Foto por: Christiano Antonucci - Secom-MT

O Dia do Comerciante, comemorado nesta quinta-feira (16.07), celebra uma das profissões mais antigas do mundo. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec), por meio da secretaria adjunta de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, vem desenvolvendo ações para a valorização destes profissionais.

Para o secretário adjunto de Desenvolvimento do Ecossistema Empreendedor, Celso Banazeski, o comerciante é de extrema importância para a população. “Uma grande parcela dos empregos gerados é por meio dos negócios deles, então a secretaria está preparada para auxiliar o setor, pensando em estratégias constantemente”.

Segundos Banazeski, em 2019 as pequenas e microempresas foram responsáveis pela geração de 59% dos empregos no Estado. Pensando nos pequenos empreendedores a Sedec criou o Circuito Empreendedor, projeto que faz parte do programa Pensando Grande Para os Pequenos.

“Muitas vezes, o pequeno empreendedor não sabe o que fazer, a quem buscar, como conseguir linhas de créditos, então o programa foi criado principalmente para se levar estas e outras informações, já que o grande comerciante tem mais alternativas”, assegura o secretário.

Atualmente, em virtude da pandemia, a secretaria aderiu ao atendimento online para facilitar o contato com o seu público, desta forma, não é necessário que ele se desloque até o local. Além disto, por meio da Desenvolve – MT, vinculada da Sedec, os microempreendedores individuais e do trade turístico tiveram acessos à linhas de crédito e os prazos para pagamentos de financiamentos foram prorrogados.

O artesanato, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), é responsável por movimentar cerca de R$ 50 bilhões por ano no país. Desta forma, as feiras de artesanato acabaram se tornando uma atividade que, além de estimular o comércio das peças, faz com que os artesãos possam conhecer novas culturas e pessoas. A Sedec, por meio da Coordenadoria do Artesanato, estimula e organiza a participação destes profissionais.

Como a dona Francisca Gomes dos Santos, 75 anos, que participa há mais de 3 anos. “Eles levam as minhas coisas para serem vendidas e como eu já sou de idade gosto de passear”. Um dos artesanatos que mais se destaca nas suas vendas são exatamente as regiões do pantanal: “Gosto de fazer tucano, também faço onça”, comenta a aposentada.

Em maio o programa Vem Ser Mais Solidário, do Governo de Mato Grosso, foi responsável pela entrega de mais de 200 cestas básicas para os artesãos cadastrados no Departamento de Artesanato da Secretaria. A carteira Nacional do Artesão está sendo feito de maneira online para aqueles que não residem na região, para o bem-estar destes.

Desta forma, a secretaria vai pensando principalmente nos pequenos comerciantes, estimulando a geração de empregos, desenvolvendo o comércio regional e pensando na sua população.