Secretários discutem formatação do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento

pedro taques é filiado ao psdb em ato para 5 mil pessoas e líderes nacionais

Secretários de Planejamento de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Tocantins, Distrito Federal e Rondônia estão reunidos nesta quinta-feira (06.08), no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, para debater a proposta do protocolo de intenções que irá oficializar a criação do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central. O objetivo do consórcio é promover o desenvolvimento econômico e social da região. Também participam do encontro representantes da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República.

Presente na abertura dos trabalhos, o governador Pedro Taques deu boas-vindas aos gestores e destacou a importância da união entre os membros para a conquista de melhorias para todos. “Esse evento marca uma nova forma de entender o Pacto Federativo, em que os Estados-membros não se colocam em uma situação de submissão. Nosso objetivo não é confrontar a União Federal, mas é preciso salientar que não há Federação com submissão”, afirmou o governador.

No período da manhã, os secretários e procuradores-gerais dos Estados discutiram a proposta de minuta do protocolo de intenções apresentada pelo secretário de Planejamento de Mato Grosso, Marco Marrafon. Também foram definidas questões relacionadas à natureza jurídica e finalidades da entidade, bem como a organização da mesma e a formação e atuação de seu conselho de administração.

Por unanimidade, os gestores escolheram Brasília como sede do consórcio. Ficou decidido ainda que o mesmo atuará na promoção do desenvolvimento de seis áreas principais: agropecuária, logística, industrialização, educação, empreendedorismo e inovação.

“Quando estamos unidos somos mais fortes e os Estados do Brasil Central têm condições de realizar um grande trabalho para que os recursos sejam melhor utilizados. Porém, mais importante do que isso é justamente mudar a lógica da Federação, ou seja, os Estados deixarem de recorrer ao Governo Federal para pedir recursos e pensarem, juntos, na construção e implantação de políticas públicas mais eficientes”, ressaltou Marrafon.

No período da tarde os gestores darão continuidade ao debate. As decisões tomadas durante o encontro deverão ser validadas pelos governadores dos Estados-membros durante reunião que acontecerá na sexta-feira (07.08), também no Palácio Paiaguás.

Participam do evento os secretários de planejamento Thiago Peixoto (Goiás), David Torres (Tocantins), George Braga (Rondônia), Eduardo Riedel (Mato Grosso do Sul), Leony Lemos (Distrito Federal); os secretários-adjuntos de planejamento Pedro Pimentel (Rondônia) e Renato Brown (Distrito Federal); os procuradores-gerais Sérgio do Vale (Tocantins) e Rafael Arruda (Goiás); o procurador-adjunto Fernando Zanela (Mato Grosso do Sul); o secretário-executivo e o adjunto de assuntos estratégicos da Presidência da República, Vitor Pinto Chaves e Ariel Pares; além do diretor-executivo do Consórcio ABC, Leandro Piccino, e do secretário-executivo da Agência ABC, Giovanni Rocco.

Fórum dos Governadores do Brasil Central

A primeira reunião do Fórum foi realizada no dia três de julho deste ano, em Goiânia (GO), ocasião em que os representantes dos Poderes Executivos dos Estados decidiram criar uma entidade para fomentar o desenvolvimento da região. O ministro da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República Mangabeira Unger, que participou da primeira reunião e estará em Cuiabá nesta sexta-feira (07.08), disse que o Brasil Central pode ser a vanguarda do novo modelo de desenvolvimento.