Secretário diz que não se pode prever em qual o momento da Pandemia, Rondonópolis está passando


O secretário de Saúde do município Marcus Vinícius das Neves, destacou, em entrevista coletiva, online, nesta quarta-feira (1)  ,que não se pode afirmar por qual momento da Pandemia a cidade de Rondonópolis está passando. “A um mês atrás achávamos que estávamos vivendo o pior da Pandemia e hoje estamos em uma situação muito mais complexa, muito mais difícil, mas obviamente temos expectativas sim que o quadro melhore”, disse.

Ele disse que a saúde mudou a forma de trabalhar nos últimos dias, e que passou a atacar a raiz do problema.

Ele ainda explicou que  o Projeto Sentinela deve receber nova estrutura em breve. Atualmente são quatro unidades em funcionamento e até o final de semana deve ter mais três unidades.

Na coletiva foi explicado  sobre as condições de respeitadores e  que ,dos 20 respiradores que chegaram, 10 já estão instalados na UPA e os outros 10 que são de transporte, que podem ser utilizados em áreas de estabilização do hospital e/ou ambulâncias, portanto, estão em funcionamento. O município ainda aguarda a chegada de mais 10 respiradores que serão encaminhados pelo Ministério da Saúde.

No Samu, duas ambulâncias com respiradores estão funcionando para atender pacientes com Covid-19. Mas, a ideia é usar o Samu para transporte do paciente do Projeto Sentinela para a UPA ou outro lugar habilitado para atender pacientes com Covid.

O secretário disse que o município necessita fazer aquisição de novos medicamentos para garantir a distribuição de kit com medicamentos o kit Covid, que serão entregues nas unidades do projeto Sentinela.