Secretaria de Saúde de Cuiabá define diretrizes, objetivos e metas para o período 2022 a 2025

Secretaria de Saúde de Cuiabá define diretrizes, objetivos e metas para o período 2022 a 2025

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) definiu o planejamento 2022-2025 que traz a missão, visão e valores, diretrizes e objetivos para serem alcançados no período. O plano foi elaborado levando-se em conta as diversas oficinas realizadas de forma on-line com os servidores ligados aos vários níveis de atenção à saúde, elaboração de Matriz SWOT, propostas da Conferência Municipal de Saúde e formulário on-line para levantamento de problemas.

Além disso, contou com a validação final do secretário de Saude, Célio Rodrigues, do secretário-adjunto de Atenção Primária, Dr. Xavier, da secretária-adjunta de Atenção Terciária, Suellen Alliend, do diretor de Atenção Secundária, Fábio Delgado, do diretor administrativo e financeiro da SMS, Alan Borges, e da equipe da Assessoria de Planejamento da SMS.

A partir do documento finalizado, a Secretaria Municipal de Saúde passa a ter como missão “garantir o direito à saúde pública e coletiva aos indivíduos, de forma integral e humanizada, por meio de uma gestão democrática e efetiva das ações e serviços de saúde”; a visão para os próximos anos é “ser excelência na atenção à saúde” e os valores da Pasta são: humanização, qualidade, integralidade, universalidade, sustentabilidade, equidade, democratização, ética e valorização do trabalhador.

Em relação às diretrizes para esses próximos 4 anos de atuação estão a melhoria da atenção à saúde no Município de Cuiabá e o aprimoramento da Gestão de Sistemas e Serviços de Saúde da capital.

Quanto aos objetivos validados para o quadriênio 2022-2025, são eles:

– Ampliar a qualidade, a resolutividade e a cobertura da Atenção Primária.

– Ampliar o acesso e a qualidade da atenção especializada – ambulatorial e hospitalar.

– Fortalecer as ações de vigilância à saúde para proteção e promoção da saúde da população, prevenção e controle de riscos agravos e doenças.

– Melhorar a estrutura e infraestrutura das unidades de saúde e investir na informatização do SUS municipal.

– Reestruturar a Assistência farmacêutica e o planejamento logístico para compra e distribuição de medicamentos e insumos.

– Efetivar as redes de temáticas de atenção à saúde e aprimorar o processo de regulação, controle e avaliação.

– Estruturar a gestão do SUS investindo em gestão de pessoas, promovendo a cultura organizacional, garantindo o Controle Social e alinhando o processo de planejamento, orçamento e financiamento.

Para o secretário municipal de Saúde, Célio Rodrigues, o planejamento 2022-2025 busca abarcar toda a estrutura da pasta e todo o leque de serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) no âmbito do Município, desde a atenção básica até a terciária, passando por setores indispensáveis, como a Regulação, o Centro de Distribuição de Medicamentos e Insumos (CDMIC), a área de tecnologia e administrativa da SMS. “Acreditamos que o primeiro passo para melhorar qualquer serviço é fazer um levantamento das nossas atuais necessidades, bem como das nossas deficiências, potencialidades, oportunidades e ameaças que poderemos enfrentar ao longo do trajeto para atingir os objetivos. E é importante também fazer isso de forma conjunta, ouvindo todos os envolvidos, principalmente os servidores, que fazem tudo isso funcionam e os usuários, que são a razão de ser do SUS. Então, de forma democrática, construímos esse planejamento que deverá ser perseguido, independentemente de quem esteja na gestão”, explica.

O planejamento no SUS é um processo obrigatório de acordo com a Lei 8.080/90 e Decreto 7.508/11, que prevê em seu  Art. 15 que “o processo de planejamento da saúde será ascendente e integrado, do nível local até o federal, ouvidos os respectivos Conselhos de Saúde, compatibilizando-se as necessidades das políticas de saúde com a disponibilidade de recursos financeiros”. Atendendo à necessidade de previsao orçamentária para o alcance dos objetivos propostos, a SMS ja enviou proposta de Lei Orçamentaria Anual à Secretaria Municipal de Planejamento, que encaminhará para apreciação da Câmara Municipal de Cuiabá.

Noticias Relacionadas