Secretária de Receita presta esclarecimentos para vereadores

Secretária de Receita presta esclarecimentos para veredores

A Secretária Municipal Receita, Erazilene Valentim Silva atendeu o convide feito pelo vereador Reginaldo Santos – Cidadania e compareceu na Câmara de Vereadores para prestar esclarecimentos sobre o novo sistema de arrecadação da Prefeitura.

Durante a tarde de terça-feira (23), a gestora, acompanhadas de servidores da pasta e de um representante da Coplan Consultoria e Planejamento, respondeu aos questionamentos sobre problemas enfrentados para emissão de notas, alvarás e pagamento de tributos.

Erazilene reconheceu o problema, mas garantiu que algumas situações já foram resolvidas. De acordo com a secretária, boa parte das falhas já foram detectadas e repassadas a correção. “Esperamos que tudo se resolva dentro de 60 dias”.

O vereador Reginaldo agradeceu a presença da administradora pública, reconheceu o esforço para resolver a situação, mas criticou transição dos sistemas. “Entendo que problema poderia ser menor se essa mudança ocorresse de forma gradativa. Deveria ter feito uma migração por partes. Assim ficaria mais fácil. Centenas de pessoas ficaram sem o serviço, os contratempos foram inúmeros. Sem falar na arrecadação do mês de junho que caiu consideravelmente”, comenta.

O parlamentar encerrou dando um crédito de confiança para Secretaria Municipal de Receita, mas garantiu que se o volume de reclamações continuar no próximo mês vai pedir um relatório completo de todo o sistema de implantação do novo sistema. “Queremos que tudo se resolva o mais rápido possível. Algumas empresas seguem com dificuldade para acessar o programa e isso causa danos. Vamos aguardar até agosto e torcer para resolução desse problema que atormenta profissionais liberais e empresas”.

A Coplan Consultoria e Planejamento foi a vencedora do processo licitatório, para desenvolver um software integrado de gestão pública na prefeitura de Rondonópolis. De acordo com a Prefeitura de Rondonópolis, o sistema anterior desenvolvido pela Ábaco Tecnologia de Informação era precário e não atendia a demanda dos usuários.