Secretaria de Assistência entrega sopa e cobertores para população em situação vulnerável

Picture of Secom/VG

Secom/VG

Secretaria de Assistência entrega sopa e cobertores para população em situação vulnerável

Compartilhe:

A Secretaria de Assistência Social de Várzea Grande realizou na noite de ontem (28), a entrega de cobertores e sopão para moradores em situação de rua. A queda brusca da temperatura, registrada nesta semana, fez com que o Centro Pop (Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua), se mobilizasse de forma emergencial, nesta ação, na promoção da dignidade humana.

Como explica o coordenador do Centro Pop, Fábio Reveles, por mais que se tente tirar essas pessoas da rua, elas não aceitam ajuda, e preferem se acomodar em locais improvisados, além de terem dificuldade de se alimentar. “Habitualmente fazemos o monitoramento dessa população, e intensificamos as ações nos períodos de baixa temperatura, entregando  cobertores e refeições bem quentinhas, além do calor humano que faz parte do nosso trabalho”, destacou.

Ontem à noite a equipe do Centro Pop realizou a busca ativa dessas pessoas na Avenida Couto Magalhães, praça Sarita Baracat, viaduto do aeroporto, na praça da Alegria, nas imediações do posto Corujão e na praça Áurea Braz, região do grande Cristo Rei. “Conhecemos todas as regiões onde as pessoas em situação de rua se concentram, por isso a nossa equipe foi justamente nestes locais para realizar o atendimento social. Foram entregues 50 cobertores e 50 marmitas quentinhas”.

A secretária de Assistência Social, Ana Cristina Vieira disse que a ação de ontem à noite foi acompanhada por uma equipe de assistentes sociais, psicólogos e técnicos, num trabalho a respeito das premissas da abordagem.  “Nossa abordagem é respeitosa, até porque neste tipo de atendimento é fundamental estabelecer uma relação de confiança. Além de paciência e empatia, precisamos compreender que muitas vezes essas pessoas evitam serviços do poder público, e nós não compreendemos e respeitamos o direito que eles têm, mas ainda assim destacamos os serviços que temos, dentre eles o que os assegura de ter um abrigo, ainda que temporário”.

A gestora lembra ainda que ninguém vai para a situação de rua porque deseja. “Todos têm os seus motivos e a gente não está aqui para fazer qualquer julgamento. Estamos garantindo políticas públicas para o atendimento a esse público em especial”, assegurou Ana Cristina.

Confira mais fotos

Deixe um comentário

+ Acessados

Veja Também

Quer ser o primeiro saber? Se increve no canal do PH no WhatsApp